quarta-feira, 28 de setembro de 2011

O que é consagração e jejum?

É em vão abster-se de comida se
não estiver alimentado
espiritualmente

    Se consagrar nada mais é do que se separar de uma forma especial para adorar ou servir a Deus sem se envolver com mais nada, seja material ou pessoal, durante aquele período; e jejuar é uma das formas mais comuns para os servos de Deus se consagrarem. Embora estejamos no Tempo da Graça[1], e os sacrifícios[2] tenham sido abolidos depois do sacrifício de Cristo, sabemos que Jeová ainda recebe alguns tipos de sacrifícios de seus servos, desde que eles sejam oferecidos com sinceridade. E um desses sacrifícios que Ele ainda recebe é o jejum. Mas o que é jejuar? A palavra jejum significa privar-se de alimentos durante algum período; portanto, jejuar é o ato de não se alimentar durante algum tempo e, durante esse período, dedicar-se totalmente ao Senhor. O jejum vai além da abstinência[3] alimentar, é necessário desviar-se de tudo aquilo que possa interferir em sua comunhão com Deus. Só que é de extrema importância nos lembrarmos de uma coisa: o jejum, assim como tudo o que fazemos, tem que ser feito com muito cuidado, equilíbrio e apenas dentro de nossas possibilidades; pois a falta de sabedoria de muitos irmãos tem causado muitos problemas para eles próprios, principalmente na área da saúde e também conflitos em família, e trazido até escândalos à igreja. Antes de jejuar é necessário examinarmos nossas condições físicas, psicológicas e espirituais; estabelecermos um período tendo a consciência de que não devemos interrompê-lo antes da hora e nem precisamos ir além do que foi estabelecido; e, principalmente, é de grande importância termos um firme propósito para esse ato, ou seja, um objetivo a ser alcançado com esse jejum.
Sacrifícios têm limites: Deus não
quer que nos flagelemos; não
importa qual seja o nosso
propósito, Ele não aceita
sacrifícios de tolo!
    Em Isaías 58:3-10 está escrito o seguinte: 3dizendo: Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isso? Por que afligimos a nossa alma, e tu o não sabes? Eis que, no dia em que jejuais, achais o vosso próprio contentamento e requereis todo o vosso trabalho. 4Eis que, para contendas e debates, jejuais e para dardes punhadas impiamente; não jejueis como hoje, para fazer ouvir a vossa voz no alto. 5Seria este o jejum que eu escolheria: que o homem um dia aflija[4] a sua alma, que incline a cabeça como o junco[5] e estenda debaixo de si pano de saco grosseiro e cinza? Chamarias tu a isso jejum e dia aprazível ao Senhor? 6Porventura, não é este o jejum que escolhi: que soltes as ligaduras da impiedade, que desfaças as ataduras do jugo, e que deixes livres os quebrantados, e que despedaces todo o jugo? 7Porventura, não é também que repartas o teu pão com o faminto e recolhas em casa os pobres desterrados[6]? E, vendo o nu, o cubras e não te escondas daquele que é da tua carne? 8Então, romperá a tua luz como a alva[7], e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça irá adiante da tua face, e a glória do Senhor será a tua retaguarda. 9Então, clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás, e ele dirá: Eis-me aqui; acontecerá isso se tirares do meio de ti o jugo, o estender do dedo e o falar vaidade; 10e, se abrires a tua alma ao faminto e fartares a alma aflita, então, a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia. O povo andava em extrema rebeldia e jejuava pensando que o simples ato do sacrifício seria o suficiente para que eles fossem perdoados e abençoados. Grandemente indignado com isso, Deus usou o profeta Isaías para corrigi-los, não com a intenção de condená-los, mas sim de mostrar-lhes que para agradar a Deus somente o ritual[8] não basta, é necessário agir retamente e ter um coração sincero. Vamos então meditar nessa passagem, e ver quanto ela tem a ver com a nossa situação hoje: 
Is 58:3Quais são nossas intenções quando oferecemos algo a Deus
De nada adianta fechar
a boca para a comida se
não abrir o coração
para Deus.
(
Tg 4:2,3[9] [10])? 
Is 58:4O jejum tem que ser feito com humildade e não para nos auto-gloriarmos diante dos homens (Mt 6:16-18[11]); 
Is 58:5Muitos se preocupam apenas com as tradições dos rituais e não com a sinceridade do coração (Lc 18:10-14[12] [13]); 
Is 58:6Todo sacrifício deve ser perfeito, como está a nossa vida diante de Deus (Jo 9:31)? 
Is 58:7Como temos agido diante daqueles que precisam de nós (At 10:1-4[14] [15] [16] [17] [18])? 
Is 58:8aqueles que praticam a misericórdia também receberão a misericórdia de Deus (Mt 5:7); 
Is 58:9Deus só ouve o clamor dos que praticam a justiça (Sl 34:6-8); 
Is 58:10A obediência vale mais do que qualquer sacrifício (1ª Sm 15:22[19]).
Jejum é abstinência de alimento
físico e consagração é
santificação; jejuar sem
consagrar a vida diante do
Senhor é tempo perdido
    Meditando nesse texto podemos concluir que aprendemos a seguinte lição: O segredo para nossos pedidos serem atendidos é a sinceridade e não somente a forma como pedimos; Deus se agrada dos humildes e abate os soberbos; apenas cumprir as regras não é o suficiente se não houver santificação; antes de tocar nas coisas sagradas o homem tem que examinar a si mesmo; não podemos dizer que amamos a Deus se não amamos ao próximo; quando somos benignos, Deus nem espera pelos nossos sacrifícios para nos abençoar; muitas coisas que acontecem em nossa vida são o resultado daquilo que fazemos; se queremos receber o bem, também devemos praticar o bem. Portanto, aprendemos aqui que o jejum é bom e agradável ao Senhor, desde que seja feito com humildade, sinceridade e acompanhado de boas atitudes e não com meros rituais apenas de aparência. Mais vale uma “oraçãozinha” de três minutos ou menos feita de coração do que um jejum de três dias ou mais com segundas intenções. Oremos para que Deus nos mostre se estamos fazendo realmente a sua vontade para que não percamos tempo fazendo sacrifícios de tolo!



[1]Tempo da Graça: Graça significa favor imerecido. A expressão “Tempo da Graça” se refere a era iniciada após a crucificação e a ressurreição de Jesus Cristo, o qual através desse sacrifício nos tirou do jugo da lei dando-nos acesso direto a Deus, pois antes disso Jeová somente se comunicava com o homem através dos profetas e apenas recebia sacrifícios apresentados pelos sacerdotes (Rm 6:15).
[2]Sacrifício: Renúncia voluntária a um bem ou a um direito. Sofrimento.
[3]Abster: Privar-se, controlar-se, não exercer um direito, deixar de fazer algo.
[4]Afligir: Angustiar, causar aflição, mortificar, assolar, desolar, devastar.
[5]Junco: Espécie de planta direita, fina e longa que cresce em lugares úmidos e dentro da água (Jó 8.11). As suas folhas são usadas para fazer cestos e esteiras.
[6]Desterrado: Banido da pátria. Exilado.
[7]Alva: A primeira luz alva e clara que aparece no horizonte entre a escuridão da noite e a aurora; alvor, alvorada.
[8]Ritual: Procedimento das cerimônias de uma religião.  Cerimonial. Conjunto das regras a cumprir durante um culto ou uma reunião. Etiqueta, praxe, protocolo.
[9]Cobiça: Desejo veemente de conseguir alguma coisa. Ânsia ou ambição de honras ou riquezas. Avidez. Concupiscência.
[10]Deleite: Prazer, delícia, gosto.
[11]Contristado: Entristecido.
[12]Fariseus: [Hebr.] Separados. Judeus devotos ao Pentateuco. Participavam das reuniões legislativas da sinagoga. Formavam um grupo de fanáticos e hipócritas (o que não era o caso de todos, pois haviam exceções, como era o caso de Gamaliel que defendeu os apóstolos que estavam presos por pregarem a Palavra (At 5:34-38)) que se opuseram duramente contra Jesus Cristo. Segundo a história, nessa época, eles eram aproximadamente 6 mil pessoas.
[13]Publicano: Cobrador de impostos do governo romano. Termo pejorativo que define um homem que negocia desonestamente.
[14]Cesaréia: [Latim: Caesarea Philippi]. Cidade localizada na atual região de Banias. Ali foi construído no ano 20a.C. pelo rei Herodes, o grande, um templo branco de mármore aos pés do Monte Hermom em homenagem a César Augusto. Quando Herodes morreu, seu filho Herodes Filipe a ampliou e a chamou de Cesaréia Filipe.
[15]Cornélio: Centurião romano que morava em Cesaréia (At 10:1-48).
[16]Centurião: Chefe de uma centúria (grupo de cem homens) na milícia romana.
[17]Coorte: Grupo de seiscentos soldados romanos, divididos em seis centúrias, cada qual comandada por um Centurião (At 27.1).
[18]Hora nona: Três horas da tarde. Os judeus adotaram o sistema de contagem de tempos romano que considerava como a primeira hora do dia o que para nós é hoje sete horas da manhã.
[19]Holocausto: [Grego: queimado]. Sacrifício em que a vítima era consumida pelo fogo.

39 comentários:

  1. Muito bom demais aprender a palavra de Deus...



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu Fasso minha consagrao a hora acordo para ir na escola dominical

      Excluir
  2. A PAZ DE CRISTO!! A MINHA DÚVIDA É, QUANTO TEMPO SE É CONSIDERADO UM JEJUM, POIS JÁ QUE A CONSAGRAÇÃO, É SEPARAÇÃO DAS COISAS DESTE MUNDO, E O JEJUM É ABSTINÊNCIA DOS COMES E BEBES, QUANTO TEMPO DE JEJUM SE PRECISA PARA SER RECEBIDO POR DEUS. JA ME FALARAM QUE SÓ É CONSIDERADO JEJUM, ACIMA DE SEIS HORAS. É VERDADE ISTO??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor, irmã Vera. Na Bíblia não está estipulado um tempo para o jejum. Por questão de coerência, recomenda-se que a pessoa o faça por um período que não a prejudique, pois, por não considerar isso, muitas pessoas chegaram a ter problemas de saúde e ao explicar aos médico o porquê de sua falta de alimentação, acabaram por causar escândalo ao Evangelho.
      De fato, um tempo de pelo menos seis horas é considerado o ideal para jejuar, mas se a pessoa, por motivos de saúde ou de trabalho, não aguenta ou não pode fazer, certamente Deus reconhece seu sacrifício pela sua simples intenção de realizá-lo.

      Excluir
  3. Posso estar me consagrando , e fazendo minhas tarefas do lar normalmente ?
    Ou o mais correto seria , me separar no período que estou em consagração ?

    ResponderExcluir
  4. Na consagração, o ideal é ter um tempo separado somente para a oração e a leitura da Palavra; no entanto, se naquele dia que você se programou para isso surgirem ou existirem coisas que não podem deixar de ser feitas, o importante é conciliar tudo, fazendo o que tem que fazer dando prioridade ao lado espiritual.

    ResponderExcluir
  5. A paz do senhor é verdade que para se consagrar é preciso abandonar até mesmo o celular??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor, Jennifer. Algumas pessoas radicalizam um pouco em questões concernentes a esse assunto; no entanto, deixar de lado o celular ou qualquer outro objeto somente se faz necessário se isso atrapalhar sua comunhão com Deus.

      Excluir
  6. A PAZ DO SENHOR AMADOS...
    MUITO BOM ESSE QUESTIONAMENTO SOBRE JEJUAR E SE CONSAGRAR ...EU POR EXEMPLO TINHA MUITAS DUVIDAS SOBRE O ASSUNTO......NO MEU CASO É MAS COMPLICADO, POIS SEMPRE QUE ESTOU EM JEJUM É NO HORARIO DE TRABALHO E FICA UM POUCO RUIM PRESERVAR ESSE TEMPO PARA ADORAR ...POR ISSO TEN HO DUVIDA SE REALMENTE MEU JEJUM É VALIDO PERANTE A DEUS...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor. Irmã, o que mais agrada a Deus de fato é o que está dentro de nós, ou seja, a nossa intenção. Ele conhece a sua limitação e sabe o seu desejo de jejuar. Por essa razão, não há dúvida alguma de que Ele está sim recebendo seu sacrifício. Fica na paz.

      Excluir
    2. pode comer? no momento da consagração?

      Excluir
    3. O melhor é evitar a alimentação, mas no caso de necessidade - como um problema de saúde, por exemplo -, o correto é finalizar a consagração, ainda que não tenha chegado ao seu tempo desejado, e satisfazer a necessidade do seu organismo.

      Excluir
  7. Paz do Senhor irmao,estando eu de consagracao e jejum posso ouvir hinos enqto leio a palqvra e oro a Deus?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor.
      Se esses hinos são louvores que realmente exaltam o nome do Senhor e te fazem se sentir edificado espiritualmente, com certeza vão te ajudar muito nesse período de consagração e jejum.

      Excluir
  8. A paz do Senhor. Eu gostaria de saber. Se faço um jejum de uma semana ;todo dia naquele mesmo horário o início e o fim eu tenho todo dia que fazer uma oração pra entregar a do dia? Ou posso fazer o jejum e entregar todo o jejum no último dia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor, irmã Márcia.
      Sim. O ideal é fazer uma oração de entrega todos os dias até terminar seu propósito; pois essa oração representa um agradecimento por ter conseguido permanecer até o final do tempo estipulado.

      Excluir
  9. Que maravilhas , ajudo muito e tudo muitas duvidas , que a Gloria do senhor encha nossas vidas

    ResponderExcluir
  10. A paz de Cristo! Muito bom eu tinha muitas dúvidas, e aqui tirei algumas delas. Agora eu queria saber o seguinte, se por acaso chegar uma visita seja ela cristã ou não, devemos entregar ou continuar o jejum/consagração?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz!
      A Bíblia não proíbe que digamos que estamos jejuando, porém, ela nos orienta a não fazermos isso por exibicionismo como os fariseus faziam. Isso significa que se a visita chegar num horário de alimentação - ou se você visitar alguém e essa pessoa te oferecer alimento -, não há problema em dizer que não quer se alimentar naquele momento por questão de sua consagração. Mas se essa visita não for cristã, para não escandalizar, o ideal é entregar o jejum e lhe dar uma boa recepção para que ela não ache que você é um crente fanático, pois pessoas que não compreendem nossas atitudes de consagração acabam por não quererem se aproximar do Evangelho. Agora, se for possível permanecer no jejum/consagração, de preferência sem dizer nada, continue.
      Que Deus continue te abençoando.

      Excluir
    2. Amém, muito esclarecedor obrigado, que o Senhor Jesus continue a lhe abençoar. Até logo! A paz do Senhor.

      Excluir
  11. a paz do Senhor.mim ajudou muito com minhas dúvidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor. Que Deus continue te abençoando.

      Excluir
  12. A paz do Senhor mt interessante esse artigo,pois tinha muitas dúvidas eu achava que consagrar era o mesmo que jejuar só que por menos tempo,então agora aprendi a diferença,Deus o abençoe cada vez mais!!!
    Uma última dúvida; No período de consagração pode ficar sem se alimentar?? E por quanto tempo??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor.
      Sim. No período de consagração pode ficar sem se alimentar. O tempo é definido por você de acordo com suas possibilidades.

      Excluir
  13. Boa noite! Gostaria de saber sobre reais motivos para jejuar e me consagrar. Quais são os reais motivos? Somente honrar o nome do Senhor, agradecer criar mais intimidade espiritual ou se também posso fazê-los como forma de me fortalecer para consegui algo que almejo mt.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz, Gabriela!
      Tudo o que você citou ou até outras razões podem ser motivos para jejum e consagração. O objetivo disso é o "sacrifício", ou seja, fazer para Deus algo que você não faz normalmente em seu cotidiano.

      Excluir
  14. Desde já agradeço! As respostas têm sido mt esclarecedoras. A paz!

    ResponderExcluir
  15. Paz do Senhor!Gostaria de saber quanto tempo em média pode durar uma consagração, o que fazer nesse período e com que frequência devo fazê -lá ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor!
      Não há como dar uma resposta exata para essa pergunta, mas, vamos lá:
      - Não existe tempo mínimo e nem tempo máximo; deve ser o tempo que você aguenta;
      - O ideal nesse período é orar, ler a Bíblia e até louvar. No entanto, não sendo tudo isso possível, você pode sim trabalhar, estudar e cuidar de seus deveres, mas tendo seu pensamento focado no Senhor sabendo que está se separando para Ele de uma forma especial, se abstendo de alimentar a carne.

      Excluir
  16. Respostas
    1. A paz, Marcone!
      Jejum é abstenção de alimento, o que também representa humilhação diante do Senhor.
      Consagração, independentemente de haver abstenção de alimento, é um período em que você separa um tempo para dedicar-se às coisas espirituais.

      Excluir
  17. Olá a paz do senhor gostaria de saber no jejum e na consagracao o sexo é proibido por exemplo eu tiro um tempo para me consagrar ao senhor e depois desse período pode ter relação sexual ou não gostaria de um esclarecimento pois assim como eu muitas pessoas tem dúvida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor!
      Em 1ª Coríntios 7:5 está escrito o seguinte: "Não vos priveis um ao outro, A NÃO SER POR CONSENTIMENTO MÚTUO por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência." Observemos que o texto menciona a necessidade de acordo entre o casal e orienta ainda para que esse tempo não seja prolongado para que o cônjuge que não estiver nesse propósito não venha a cair em pecado. Isso significa que seria bom não haver a prática sexual nesse período, porém ela não está proibida. Vale destacar ainda que jejum é abstenção de alimento e não das demais coisas e a consagração um período de maior dedicação ou meditação espiritual.

      Excluir
  18. Pergunta interessante!! Também tenho essa curiosidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus abençoe, Ester!
      Concluindo a resposta acima: sexo no jejum ou consagração não é recomendável, porém também não é proibido; pois mais vale a paz e a segurança da harmonia no casamento do que uma excessiva santidade que resulte num lar desfeito.

      Excluir

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.