quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O que é blasfêmia contra o Espírito Santo? (Resumo)

Aqueles que andam preocupados
em saber se já cometeram ou não
esse terrível pecado mortal
precisam saber de uma coisa: quem
blasfemou não tem mais o
Espírito Santo dentro de si,
portanto não sente mais temor
e, muito menos, a presença de
Deus
    Oh, dúvida cruel! Quantas vezes já não ouvi, e também já fiz, essa pergunta? Jesus deixou muita gente com a pulga atrás da orelha quando olhou para aqueles fariseus[1] e disse que todo pecado e blasfêmia seria perdoada aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada (Mt 12:31). Para entender melhor essa situação, vamos primeiro procurar saber o que significa a palavra blasfêmia: blasfemar significa dizer palavras ofensivas contra aquilo que é sagrado e pode ser considerado como heresia[2] ou até mesmo apostasia[3]. Isso quer dizer que esse temeroso pecado sem perdão consiste em dizer palavras ofensivas contra o Espírito Santo. Nessa ocasião em que Ele havia acabado expulsar um demônio de um cego mudo, os fariseus, com muito ódio, diziam que Ele havia expulsado aquele demônio por Belzebu[4], o príncipe dos demônios. Isso foi uma ofensa direta contra o Espírito Santo de Deus praticada por pessoas que se diziam fiéis a Ele e que sabiam da autenticidade de seu poder, mas que não aceitavam aqueles milagres simplesmente porque eles estavam sendo realizados através de Jesus, a
quem eles não admitiam ser o Salvador da humanidade. Isso nos mostra o cuidado que devemos ter quando não temos a certeza se alguém está sendo usado realmente por Deus ou não, porque embora não possamos crer em tudo (1ª Jo 4:1) e tenhamos o direito de julgar (1ª Ts 5:21), para não errar, devemos pedir ao Senhor que nos dê o dom de discernir espíritos (At 5:1-3). Só pra resumir, blasfemar contra o Espírito Santo significa atribuir suas manifestações a Satanás, acusando ou debochando de seus servos quando estão sendo usados por Ele.


Leia mais sobre esse assunto



[1]Fariseus: [Hebr.] Separados. Judeus devotos ao Pentateuco. Participavam das reuniões legislativas da sinagoga. Formavam um grupo de fanáticos e hipócritas (o que não era o caso de todos, pois haviam exceções, como era o caso de Gamaliel que defendeu os apóstolos que estavam presos por pregarem a Palavra (At 5:34-38)) que se opuseram duramente contra Jesus Cristo. Segundo a história, nessa época, eles eram aproximadamente 6 mil pessoas.
[2]Heresia: Doutrina que se opõe aos dogmas da Igreja. Absurdo, contra-senso, disparate. Ato ou palavra ofensiva à religião.
[3]Apostasia: Abandono público de uma religião, de uma doutrina ou opinião.
[4]Belzebu: Baal-Zebube: [Senhor das Moscas]. Baal dos filisteus, adorado na cidade de Ecrom (2ª Rs 1.2-16).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.