sexta-feira, 30 de setembro de 2016

"Buscai Primeiro o Reino de Deus, e a Sua Justiça, e as Demais Coisas Vos Serão Acrescentadas"

A ansiedade de conquistas, muitas
vezes, leva o cristão a enxergar
Deus como um Papai Noel,
levando-o a interpretar as
Escrituras como um livro de
autoajuda que o coloca como um
merecedor de bênçãos por fazer o
"favor" de usar seus dons e não
como um ser diante do Juiz,
prestes a ser julgado.
Mateus 6:33 - “Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas.”
    Esse versículo costuma ser alvo de dois erros de interpretação: o conceito de que se deve preocupar apenas com o lado espiritual e o pensamento de que Deus vai acrescentar todas as coisas que faltam na vida de quem é fiel. Esses dois equívocos são consequência da falta de atenção ao contexto e também de pouco conhecimento das Escrituras Sagradas, pois Deus jamais exigiu do homem que vivesse totalmente alheio às coisas materiais e também nunca prometeu que lhe daria tudo o que ele quisesse. Analisemos então as duas questões de acordo com o conteúdo do texto.
    Na primeira questão é necessário frisar que Jesus diz buscai primeiramente e não “somente” o Reino de Deus. Por não entenderem isso, há pessoas que acreditam que devam dedicar quase cem por cento de sua vida à ministério, assim deixando família, trabalho e o cuidado de sua própria saúde como coisas secundárias e sem importância, alegando que por serem cidadãos do céu devem viver prioritariamente para a Obra, ou até mesmo viver da Obra. Para compreender isso é preciso entender que apesar de sermos peregrinos na terra temos que viver nela porque ainda não estamos no Paraíso (Jo 17:15) e “viver da Obra” é um chamado que não inclui todos os crentes, pois precisamos sim trabalhar para sobreviver (Gn 3:19; 2ª Ts 3:10-12). Na segunda questão basta observar o que está escrito em alguns versículos anteriores: Ele diz todas essas coisas e não “as demais” coisas, referindo-se a coisas de primeira necessidade como alimento e vestimenta (Mt 6:25-32). Para concluir, vale ainda ressaltar que essa provisão é condicional, pois além de buscar o Reino de Deus, Ele manda também buscar a sua justiça, ou seja: além de procurar ter uma vida de busca espiritual é também necessário procurar ser justo, o que implica em ser obediente à sua Palavra (Sl 37:25).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.