terça-feira, 30 de agosto de 2016

“José Era Um Sonhador”

Muitos dizem que os sonhos que
Deus sonhou para você não vão
morrer; porém, a Bíblia não
ensina que Deus tenha sonhos
- pois sonhos podem falhar -,
mas sim propósitos.
Intencionalmente ou não, para
animar o ego humano, "reduzem"
Deus a um mero sonhador.
Gn 37:5,9a - “Sonhou também José um sonho, que contou a seus irmãos; por isso, o aborreciam ainda mais. 9E sonhou ainda outro sonho, e o contou a seus irmãos [...]”
    O simples relato bíblico desses dois sonhos que José teve enquanto dormia tem sido suficiente para que muitos pregadores, na intenção de animar seu público dizendo que seus sonhos serão realizados, o classifiquem como um sonhador. Mas o que é o sonho? E qual é a diferença entre sonhar durante o sono e isso se realizar e ser um sonhador? Definindo de forma bem clara, sonhos são uma série de cenas vistas durante o sono e tais imagens são incontroláveis pela mente do indivíduo, podendo, muitas vezes, ser apenas repetição de lembranças do que ele viu durante o período em que estava acordado ou reprodução de pensamentos que estejam ocupando sua mente. Nas Escrituras Sagradas, vemos Deus usando desse meio para entregar revelações a seus servos (Gn 20:3; Nm 12:6; 1º Rs 3:5; Dn 2:1 Mt 1:20). Por outro lado, em linguagem popular, ser sonhador significa almejar um futuro, ter desejos, traçar objetivos, viver de esperança; nesse sentido, sonhar é sinônimo de acreditar que seus melhores projetos se realizarão.
    José jamais sonhou ser governador do Egito e tampouco que sua família se encurvasse diante dele; isso sequer se passava por sua cabeça. A Bíblia não o mostra como um sonhador. Na verdade, apenas teve dois sonhos, os quais foram revelações de Deus mostradas figuradamente sobre o que aconteceria no futuro, acontecimentos esses que faziam parte do plano divino para livrar o seu povo e os próprios egípcios da grande fome que estava por vir treze anos depois. Objetivos de vida obviamente ele tinha, no entanto deveriam ser bem diferentes daquilo que o Senhor estava preparando para a sua vida. Assim sendo, não há razão para usar a figura de José como base ou promessa para dizer que Deus vai realizar os sonhos de alguém, pois isso apenas acontecerá se tais sonhos estiverem incluídos em seus propósitos (Rm 8:28).

2 comentários:

  1. Super verdade, ele teve o sonho que Deus queria para ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que Deus continue te abençoando, Tatiana. Obrigado pela participação.

      Excluir

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.