quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Ao Pregador com Carinho

    O texto abaixo não visa generalizar, pois não se refere a todos os pregadores e nem pretende ofender ninguém, mas apenas trazer uma mensagem de reflexão em tom irônico.

Todo bom pregador
deve saber que ele é
o mensageiro e não o
dono da mensagem
    Caro amigo pregador, aqui quem fala é só mais um ouvinte da Palavra de Deus que não aguenta mais presenciar tantas baboseiras nos púlpitos. Não quero ser irônico, mas as vezes não dá para evitar, pois tenho notado que na desesperada tentativa de agradar ao público, você têm deixado de agradar a Deus. Sei que a situação não está muito fácil, mas isso não te dá razão para achar que tem o direito de transformar a pregação do Evangelho num meio de vida, pois ela é, na verdade, um meio de ganhar vidas. Jesus nos ensinou a orar colocando a vontade de Deus em primeiro lugar, mas, muitas vezes, você têm se colocado no lugar dEle considerando suas próprias vontades em primeiro lugar e ensinando às pessoas que elas podem conseguir tudo determinando o que querem e fazendo sacrifícios financeiros. Sei também que você não é mal intencionado, mas, mesmo sem perceber, tem causado grandes estragos na mente de pessoas acomodadas que não se preocupam em examinar as Escrituras, pois elas acreditam em suas palavras. Não pretendo ser implicante, apenas levo as coisas espirituais muito a sério, pois não quero ser reprovado naquele grande Último Dia, e acho que você deveria ter a mesma preocupação. Pensando nisso, resolvi te ajudar preparando dez dicas de como deve agir um bom pregador:


1. Não estipule o preço do “cachê”, pois se o seu chamado é mesmo de Deus, Ele confirmará tocando no coração do pastor para te dar uma oferta.
2. Quando sair para pregar, se não puder levar sua esposa, pelo menos diga que ela existe; e não se esqueça da aliança.
3. Depois que for feita a oração para você pregar, tenha a sensatez de não orar novamente, pois isso é antiético (falta de educação mesmo).
4. Não precisa mandar a igreja dar glória a Deus, pois se você tiver mesmo unção, o povo vai glorificar sem precisar receber ordens para isso.
5. Antes de querer agitar o povo com aquela velha técnica de descontração que consiste em mandar olhar para o irmão do lado e dizer algo ou abraçá-lo, lembre-se que geralmente homens e mulheres se sentam juntos e isso pode não pegar muito bem.
6. Quando ler um texto bíblico procure continuar o sermão dentro do seu contexto, porque senão alguém pode até pensar que você nem leu a Bíblia por esses dias e que não tem conhecimento; ia ficar chato se isso acontecesse, né?
7. Em vez de usar o termo “eu profetizo” e também ficar mandando a igreja profetizar, se coloque em oração para que o Senhor te use através da Palavra e também, se for o caso, com o dom de profecia; e lembre-se que profecia nem sempre é bênção, mas ela também é usada para corrigir.
8. Tenha a bondade de dar uma olhadinha no relógio de vez em quando, pois se para você não há nenhum problema em terminar o culto tarde, não se esqueça que existem pessoas que se levantam cedo para trabalhar, mulheres que têm esposo não-crente, jovens que ainda revisam seus estudos antes de irem dormir, pessoas doentes ou com necessidades especiais que não podem ficar muito tempo sentadas e irmãos que moram longe e pegam ônibus.
9. Se você gosta de dar um clima no final da mensagem com um louvor, procure chamar sua própria esposa ou alguém que você conheça; e também nunca elogie mulher dos outros porque de repente existem alguns maridos ciumentos e você não gostaria de ser mal interpretado, né?
10. Se você costuma vender objetos no final do culto para ajudar seu ministério, tudo bem; só tenha a dignidade de não vender CD’s ou DVD's piratas, porque além de isso ser muito feio também é pecado e é crime.


PS: Durante a ministração da mensagem, favor não esquecer que não houve nenhuma festa no inferno quando Jesus foi crucificado; estamos na época da Graça e não da Lei, por isso os sacrifícios do Antigo Testamento não têm mais validade; não é nenhum pecado pregar sobre o pecado; quem tem promessa, se desobedecer a Deus, morre sim e, entre várias outras coisas; as promessas de bênçãos contidas na Bíblia não são para todos os que estão te ouvindo, mas somente para aqueles que obedecem verdadeiramente a Palavra.


Jonas M. Olímpio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.