sábado, 6 de abril de 2013

Família, Criação de Deus


Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD   |  2º Trimestre de 2013 - A Família Cristã no Século XXI - Lição 1  |  Jonas M. Olímpio

A família foi o primeiro grupo
social criado por Deus e
consistia na união entre um
homem, uma mulher e filhos
TEXTO ÁUREO
    E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele (Gn 2:18).

VERDADE PRÁTICA
    A família é uma instituição divina. Ela é a base da vida social.

PALAVRA-CHAVE
    Família: Grupo de pessoas ligadas por casamento, filiação ou adoção.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Gênesis 2:18-24
18 - E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora[1] que esteja como diante dele.
19 - Havendo, pois, o SENHOR Deus formado da terra todo animal do campo e toda ave dos céus, os trouxe a Adão[2], para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome.
20 - E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo animal do campo; mas para o homem não se achava adjutora que estivesse como diante dele.
21 - Então, o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas e cerrou a carne em seu lugar.
22 - E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem formou uma mulher; e trouxe-a a Adão.
23 - E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada.
   
INTRODUÇÃO
·         Quais são os principais desafios da família atual e como é possível vencê-los?
·         Sem dúvida alguma, a mais importante instituição criada por Deus para a sociedade é a família.
·         Muitas famílias estão desestruturadas por falta de conhecimento da Palavra de Deus, pois um lar aonde não habita o Espírito Santo é dominado pelo espírito maligno.
·         Satanás vem, desde o início da história da humanidade, atacando a família porque ele sabe que pessoas afetivamente abaladas têm mais dificuldades em obter uma plena comunhão com Deus.
·         As dificuldades dos dias atuais são previstas na Palavra de Deus que nos adverte a nos afastarmos daqueles que possam nos prejudicar com suas más influências:
Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. 2Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, 3Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, 4Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, 5Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.”
(2ª Tm 3:1-5)

I - A FAMÍLIA NO PLANO DIVINO
1. O propósito de Deus
·         O ser humano não foi criado por Deus para viver solitário ou simplesmente como integrante de grupos sociais; seu objetivo foi criar para ele um ambiente propício para se relacionar intimamente com alguém de forma especial, podendo não somente procriar, mas também exercer responsabilidades e vivenciar um sentimento afetivo mais intenso com aqueles que convivem com ele compartilhando tudo de forma comum.
·         Em Gênesis 2:18, o Senhor deixa bem claro que não é bom que o homem esteja só e que, por essa razão, faria para ele uma adjutora, ou seja: uma pessoa - do sexo feminino - que estaria juntamente com ele em seu cotidiano.
·         A necessidade de amar e ser amado foi a célula mater para a criação da família, a qual consiste em convivência afetiva, proteção, organização, desenvolvimento individual e identidade tanto social quanto moral.
·         Atualmente tem se cumprido o que o Senhor Jesus já havia predito em Mateus 24:12: o esfriamento do amor devido ao aumento do pecado.
·         O objetivo básico da instituição familiar, conforme está relatado em Gênesis 1:28, é o aumento da espécie e o seu domínio sobre a terra, propósito esse que tem sido ameaçado de forma cada vez mais constante por pessoas que pregam a união de pessoas do mesmo sexo, um problema que, pelo que vemos na Bíblia, não é uma exclusividade dos dias atuais:
E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. 28E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;"
 (Rm 1:27,28)

2. Um lugar de proteção e sustento
·         A bondade de Deus é tão imensa que primeiramente, com o poder da sua palavra, Ele criou a terra estabelecendo nela as condições necessárias para a sobrevivência humana e, somente depois, quando tudo estava pronto, criou o homem, o qual foi feito pelas suas próprias mãos à sua imagem e semelhança.
·         Como podemos ver em Gênesis 1:29, Ele reservou para a sua principal criação um lugar especial, o Jardim do Éden[3], que era um ambiente simplesmente perfeito aonde o ser humano poderia viver tranquilamente sem ter falta de absolutamente nada.
·         Um detalhe interessante é que os frutos que serviam para mantimento já vinham com semente para que o homem o plantasse em vez de esperar que Deus o sustentasse sem que ele nada fizesse;
·         Embora fosse um lugar de paz e tranquilidade, como está relatado em Gênesis 2:15, no Jardim do Éden, Adão também tinha que trabalhar lavrando a terra e cuidando do Jardim; essa é a grande prova de que o Senhor nunca se agradou dos desocupados.
·         Nos dias atuais, mesmo em meio às nossas falhas, o nosso Salvador nos sustenta não só materialmente mas também espiritualmente:
Ele, porém, lhes disse: Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis.”
(Jo 4:32)

3. A primeira família
·         Como nos mostra Gênesis 2:7, Adão foi formado do pó da terra, porém Eva[4], sua companheira, como relata o versículo 22, foi formada de sua costela. Ambos foram originados da terra, só que a mulher não recebeu essa matéria-prima diretamente, mas foi feita a partir do homem, o que significa que ele domina e que ela depende dele para usufruir do que existe na terra.
·         Embora a mulher seja sua dependente, o homem não pode viver só, pois também precisa dela para preencher tanto suas necessidades emocionais quanto materiais e morais.
·         Em Gênesis 2:24, a Palavra do Criador é bem clara: “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”, ou seja: o casamento é sim um instituição divina.
·         A Bíblia não menciona nomes, mas deixa claro, em Gênesis 5:4, que o primeiro casal gerou filhos e filhas; então, somente podemos supor que foi a partir daí que surgiram as demais famílias.
·         Eva, a primeira mãe de família, foi citada pelo apóstolo Paulo como exemplo de como a Igreja deve ter cuidado para não se deixar enganar por falsos pregadores do Evangelho:
Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo.”
(2ª Co 11:3)

1) Qual o propósito de Deus ao criar a família?
R.) O propósito divino era estabelecer uma instituição que pudesse propiciar ao ser humano abrigo e relacionamento.

2) O que o Jardim do Éden era para a primeira família?
R.) Um local especial de acolhimento, proteção e provisão.

II - A QUEDA E AS SUAS CONSEQUÊNCIAS PARA A FAMÍLIA
1. O ataque do inimigo
·         Como podemos ver em Gênesis 3:1-6, Satanás usou de toda a sua astúcia para enganar a Eva, a qual também induziu Adão ao pecado.
·         Ambos sabiam que estavam errados, porém, mesmo sabendo que ficariam sujeitos à morte, pela curiosidade e pela cobiça do conhecimento, se deixaram levar pelo prazer proporcionado por aquilo que era agradável aos seus olhos e não tiveram nenhum temor pelo que Deus já havia lhes falado.
·         Quando veio a cobrança de Deus sobre o seu pecado, o homem culpou a mulher e a mulher culpou a serpente, demonstrando assim o seu falho caráter humano, o qual tem grandes dificuldades em admitir seus próprios erros.
·         De fato, Satanás foi culpado, mas será que Adão e Eva foram obrigados a obedecê-lo? O inimigo só consegue agir em nossa vida quando nós lhe damos ouvido. Porém, mesmo assim, o propósito de Deus para com a família não foi frustrado, pois conforme relata Gênesis 3:15, Ele prometeu que da mulher nasceria o Messias, o qual lhe esmagaria;
·         Essa promessa se cumpriu com Jesus tendo nascido de Maria, uma mulher, pois Deus simplesmente poderia tê-lo enviado diretamente do céu; o inimigo realmente sempre feriu os filhos de Deus com sua tripla missão de matar, roubar e destruir, mas teve sua derrota decretada com o sacrifício de Cristo na cruz;
·         Os ferimentos causados por Satanás na família e na Igreja são apenas no calcanhar - mesmo que dificultem a caminhada, se houver tratamento, não são fatais -, mas o ferimento causado por Cristo contra ele é diretamente na cabeça - aonde está concentrado o veneno da serpente - que é uma parte vital do corpo que quando destruída leva à morte.
·         Até que ocorra o Juízo Final, o inimigo continuará atacando com todas as suas forças, mas os que permanecerem fielmente firmados em Jesus Cristos, por mais que sofram, não serão derrotados:
Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? 36Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro. 37Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou."
 (Rm 8:35-37)

2. Os resultados da Queda no relacionamento familiar
·         O pecado é a origem de todos os males que atingem a família. É por isso que a oração e a obediência são essenciais desde o casamento até as mais simples decisões dentro do lar.
·         Adão e Eva tinham uma vida perfeita no Jardim do Éden, mas a desobediência que levou à consumação do pecado, logo de princípio, trouxe resultados negativos como medo, vergonha e culpa, pois eles se assustaram quando ouviram a voz de Deus, se esconderam dEle porque estavam nus e culparam um ao outro pelo seu erro.
·         O pecado é uma terrível enfermidade que tem colocado diversas famílias à beira da morte; ele tem sido a razão de várias separações entre casais, desentendimentos entre pais e filhos e as mais variadas dificuldades principalmente na área financeira.
·         A libertação do pecado depende da busca pela santificação, a qual também leva à salvação; mas aqueles que não renunciarem às práticas pecaminosas receberão a justa retribuição por sua rebeldia: a morte eterna:
Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna. 23Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.”
(Rm 6:22,23)

3. A vida familiar depois da Queda
·         Podemos também ver em Gênesis 3:16 o quanto a mulher foi duramente afetada pelo pecado: ela foi condenada a ter dor de parto e a ter seus desejos sujeitos à vontade de seu marido.
·         Para o homem também as coisas se tornaram mais difíceis, pois como está escrito do versículo 17 ao 19, por ter ouvido a mulher, a terra passou a produzir espinhos e cardos e ele teria que cultivá-la para obter alimento com dor e o suor do seu rosto.
·         Apesar da indignação, Deus demonstrou misericórdia para com eles, respeitando sua vergonha dando-lhes roupa para cobrir sua nudez, no entanto, nem por isso deixou de puni-los e os expulsou do Jardim.
·         Em sua nova morada, a vida deles não foi nada fácil, e a maior prova da desestruturação da sua família foi o fato de o primeiro homicídio da história ter ocorrido entre seus próprios filhos, o que foi causado pelo pecado da inveja.
·         Satanás se aproveitou da fraqueza do ser humano para introduzir o pecado no mundo e tentar impedir o plano divino para uma perfeita vida humana no paraíso; mas os propósitos de Deus não podem ser impedidos e Ele enviou seu Filho para resgatar a humanidade da perdição, dando a cada um a oportunidade de viver eternamente no céu sem o risco de más influências, pois o Diabo e seus adeptos não estarão lá para persegui-los e tenta-los.
·         O pecado gera a morte, ou seja: consequências negativas, por isso devemos nos afastar dele dando lugar para que haja uma verdadeira transformação em nossa vida:
Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; 23E vos renoveis no espírito da vossa mente; 24E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. 27Não deis lugar ao diabo.”
(Ef 4:22-24,27)

3) Qual é a origem dos males que atacam a família?
R.) O pecado.

4) Cite as consequências do pecado para a mulher e para a terra.
R.) A mulher teria filhos com muita dor (Gn 3:16), e o seu desejo, ou seja, sua vontade estaria submetida à vontade de seu marido. A terra também foi afetada pelo pecado, produzindo espinhos e cardos (Gn 3:18).

III - A CONSTITUIÇÃO FAMILIAR AO LONGO DOS SÉCULOS
1. Família patriarcal
·         Ao longo dos tempos, a história tem registrado diferentes tipos de união matrimonial como, por exemplo: a família patriarcal, monogâmica[5] e consanguínea[6]; mas independentemente da forma, a família sempre teve um valor inestimável.
·         A família patriarcal era constituída num estado que pode ser considerado como poligamia, ou seja: um homem podia se casar com várias mulheres.
·         No caso dos patriarcas, por terem várias mulheres, eles também tinham dezenas de filhos e por isso eram respeitados chefes de grandes famílias e tinham total autoridade sobre as esposas e os filhos;
·         Mas se tivessem algum relacionamento com uma mulher que não fosse oficialmente sua, isso era considerado como adultério - foi o que aconteceu com Davi quando ele se relacionou com Bate-seba, uma mulher casada -.
·         No Novo Testamento, - embora alguns que se dissessem crentes não fossem fiéis -, as práticas patriarcais já haviam sido abandonadas; uma grande prova disso é o fato de que para ser aceito como obreiro cristão, uma das exigências é que o homem fosse marido de uma só mulher:
Os diáconos sejam maridos de uma só mulher, e governem bem a seus filhos e suas próprias casas."
 (1ª Tm 3:12)

2. A família nuclear (monogâmica)
·         A união monogânica - apenas um homem e uma mulher -, de acordo com Gênesis 2:24 e Mateus 19:5, é a única espiritual e moralmente correta; pois imagine o abalo emocional de uma pessoa que tenha que dividir seu esposo ou sua esposa com alguém.
·         Indiscutivelmente, a poligamia nunca foi aprovada por Deus, mas Ele tolerava por várias razões, entre as quais, o fato de haver muitas mulheres desamparadas e sem condições de conseguir um marido para sustentá-las; tanto que, oficialmente, estava em vigor a Lei do Levirato.
·         Além da poligamia, também a poliandria - uma mulher com vários homens - e a união homoafetiva - “casamento” homossexual - estão fora dos padrões divinos e consistem em pecado.
·         A monogamia é tão importante que Jesus deixou bem claro que não somente o ato consumado, mas o simples pensamento voltado a cobiçar uma mulher alheia já é considerado como adultério:
Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. 28Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela."
 (Mt 5:27,28)

3. A família na atualidade
·         A família nos dias atuais vem sofrendo terrivelmente grandes ataques que simplesmente visam a sua destruição por meio dos mais diversos tipos de mudanças feitas em nome daquilo que os escravos de Satanás chamam de liberdade; e esses ataques provém de três fontes: a carne, o mundo e o diabo.
·         A carne é a natureza carnal do próprio ser humano, a qual vive numa constante luta contra o espírito por desejar prazeres que são adversos aos mandamentos divinos. É preciso muita força de vontade e busca espiritual para não cair em tentação; isso tem sido a razão dos casos de traição entre cônjuges e fornicação entre os jovens, o que vem causando sérios problemas dentro dos lares.
·         O mundo através de suas tentadoras propostas e influências tem tirado muitas pessoas da presença do Senhor, e esse apego a bens materiais e outras coisas indevida s é o responsável pelo desmoronamento de muitos lares.
·         O Diabo é quem está por trás da decadência familiar, pois é ele quem tenta a nossa carne fazendo uso das atrações mundanas. O único meio de não sermos suas vítimas é resistindo aos seus ataques por meio de muita vigilância e oração determinando-nos a obedecer todos os princípios ensinados pela Palavra de Deus.
·         A razão da decadência familiar pode se resumir na falta de atenção à verdadeira Palavra, pois para muitos é muito mais cômodo ouvir aquilo que lhes convém e que lhes pareça mais agradável de se aceitar:
Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;”
(1ª Tm 4:1)

5) De acordo com a lição, quais são os principais inimigos espirituais da família na atualidade?
R.) A carne, o mundo e o Diabo.

CONCLUSÃO
·         Os princípios mais básicos para se ter uma família saudável - seja ela cristã ou não -, que são os valores morais e os bons costumes, estão sofrendo desafios cada vez mais pesados e constantes praticados por parte de pessoas possuídas por espíritos malignos que ocupam cargos governamentais e administram grandes empresas e, com suas habilidosas manobras de enganação, estão conseguindo convencer até mesmo muitos líderes religiosos e pessoas de bem.
·         Como bem sabemos, nos dias de Noé e também de Sodoma e Gomorra a situação chegou a um ponto tão crítico que Deus destruiu todos os pecadores; hoje, na época da Graça, vemos que a situação está muito pior, e isso é uma razão que temos para acreditar que a vinda do Senhor está muito próxima, porque somente assim o pecado será destruído e banido definitivamente.
·         A defesa da nossa família não está nas leis, pois as profecias registradas nas Escrituras vão se cumprir de uma forma ou de outra; então, podemos assim concluir que o que a Igreja precisa não é se associar aos poderes políticos - pois estes só podem amenizar os problemas temporariamente -, mas sim buscar o poder de Deus cada vez mais intensamente para escapar de todas essas ciladas malignas.
·         Por mais que o Diabo use seus adeptos para dizer o contrário, a família é sim uma criação de Deus; e aquelas que permanecerem firmes em suas potentes mãos, não serão destruídas por ele:
Porém, desde o princípio da criação, Deus os fez macho e fêmea. 9Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.”
(Mc 10:6,9)

Jonas M. Olímpio


O fato de a mulher ter sido
colocada como adjutora, não
significa que o homem tenha o
direito de tratá-la com
inferioridade, pois ele precisa
dela em praticamente tudo
desde o momento que nasce
até o final da sua vida
[1]Adjutora: Ajudadora.
[2]Adão: Significa "Terra, Solo". O primeiro homem criado por Deus (Gn 1:27-5:5). É uma figura de Cristo, que é o segundo Adão (Rm 5:14-19; 1ª Co 15:22). Nome genérico do ser humano, incluindo o homem e a mulher (Gn 5:1,2).
[3]Éden: Significa "Delícia". Jardim onde Deus pôs Adão e Eva. Ficava em algum lugar entre os rios Tigre e Eufrates (Gn 2:15). Região da Mesopotâmia conquistada pelos assírios (2º Rs 19:12).
[4]Eva: Significa "Vida". A primeira mulher, esposa de Adão e mãe da humanidade (Gn 3:20). Junto com Adão foi enganada por Satanás, começando assim o pecado no mundo (Gn cap. 3). Adão e Eva tiveram filhos e filhas (Gn 5:4), mas na Bíblia são mencionados apenas os nomes de três: Caim, Abel e Sete (Gn 4:1,2).
[5]Monogamia: Casamento com apenas um cônjuge.
[6]Consanguíneo: Que é do mesmo sangue. União conjugal entre parentes.

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD   |  2º Trimestre de 2013 - A Família Cristã no Século XXI - Lição 1  |  Jonas M. Olímpio

2 comentários:

  1. Acabei de encontrar seu blog e já estou seguindo aqui. Muito edificante o este cantinho abençoado. Te desejo um dia maravilhoso. bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz irmã Nal!

      Obrigado pela consideração! Que Deus te abençoe grandemente!
      Também estou seguindo seu blog.

      Fica na paz!

      Excluir

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.