quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Confrontando os Inimigos da Cruz de Cristo

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD   |  3º Trimestre de 2013 - Filipenses - Lição 9 |  Jonas M. Olímpio

Os inimigos da cruz de Cristo
são aqueles que a usam em seu
próprio benefício; combatê-los
é a obrigação daqueles que
servem e honram
verdadeiramente ao Senhor
colocando a si mesmos em
segundo plano
Leitura Bíblica em Classe - Fp 3:17-21

Texto Áureo - “Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo (Fp 3:18),

Verdade Prática - A cruz de Cristo é o ponto central da fé cristã; sem ela não pode haver cristianismo.

ESBOÇO DO COMENTÁRIO RESUMIDO

INTRODUÇÃO
- Uma das coisas que o apóstolo Paulo mais fez questão de alertar os irmãos foi contra os falsos cristãos que haviam se infiltrado na igreja.
- A igreja precisa ter discernimento espiritual para diferenciar entre a voz de Deus, a voz do Diabo e a voz do homem (Jo 10:5,11-14).

I - EXORTAÇÃO À FIRMEZA EM CRISTO
1 - Imitando o exemplo de Paulo
- Paulo, tendo uma vida  íntegra e honrada, colocou-se como exemplo para a  igreja, não por presunção, mas como modelo de comportamento para que os cristãos não chegassem a ser vítimas de pessoas mal intencionadas.
- Paulo era digno de ser imitado porque ele imitava a Cristo (1ª Co 11:1,2).

2 - O exemplo de outros obreiros fiéis
- O apóstolo dá exemplo de humildade referindo-se não só a ele mesmo, mas a outros obreiros como referência também dignas de imitação.
- Ele reconhecia que não estava só e honrava seus companheiros (Fp 3:17).

3 - Tendo outro estilo de vida
- Uma vida de santidade, desenvolvimento espiritual e busca por conhecimento não é dever apenas dos obreiros, mas de todos os crentes.
- O chamado para a Obra e para a salvação é para todos (1ª Pe 2:9,10).

II - OS INIMIGOS DA CRUZ DE CRISTO
1 - Os inimigos da cruz
- O maior problema da igreja de Filipos era a existência de seguidores da ideologia gnóstica, os quais acreditavam que pelo fato de a matéria ser ruim por natureza não havia problema em pecar através da carne.
- Deus nos fez por completo e também nos quer por inteiro (1ª Ts 5:23).

2 - “O deus deles é o ventre”
- Em Filipenses  3:19, Paulo cita o “ventre” referindo-se aos vários pecados ligados aos prazeres carnais como glutonaria, bebedice e sexo ilícito.
- De fato, a luta entre a carne e o espírito é constante; mas isso não é desculpa para  cair em pecado, pois resistir é possível (Gl 5:16,17; Tg 4:7).

3 - “A glória deles”
- A glória daqueles falsos crentes estava nos prazeres passageiros da vida, e o pior é que eles queriam passar esses costumes para toda a igreja.
- Mesmo sendo importantes, as coisas materiais passam rapidamente; por isso, a prioridade do crente deve ser cuidar da alma (Lc 12:18-21).

III - O FUTURO GLORIOSO DOS QUE AMAM A CRUZ DE CRISTO
1 - “Mas a nossa cidade está nos céus”.
- O prazer dos crentes carnais estava nas coisas terrenas e o seu “compromisso” com Deus era simplesmente material.
- Nos dias atuais, a situação não está diferente; mas aqueles que têm experiência com Deus sabem que a renúncia vale a pena (Ap 21:7,8).

2 - “Que transformará o nosso corpo abatido”
- Os gnósticos diziam que não existe obrigação nenhuma em cuidar do corpo porque ele vai perecer, por isso abusavam do uso de coisas nocivas à saúde.
- Nosso corpo pertence a Deus; portanto, prestaremos contas pelo que fazemos com ele ou por meio dele (1ª Co 6:12,13,19,20; 2ª Co 5:10).

3 - Vivendo em esperança
- Os falsos cristãos não tinham Cristo como alvo e frequentavam a igreja pelos mais variados motivos, mas com o seu coração longe de Deus.
- Para Paulo, o desenvolvimento da igreja era a sua alegria, e por isso ele a instruía a manter-se firme no Senhor (Fp 4:1).

CONCLUSÃO
- O desafio contra os falsos crentes se reflete na igreja atual com tão fortes agravantes que se não reagirmos com urgência, o prejuízo será irreparável.
- O mundanismo têm entrado naturalmente em nosso meio; devemos fazer por merecer que o mundo volte a nos chamar de protestantes (Rm 12:1,2).

10 características dos inimigos da cruz de Cristo hoje
1 - Só pregam por dinheiro .
2 - Prometem milagres em troca de sacrifícios .
3 - Suas palavras agradam ao homem e não a Deus.
4 - Seus discursos são empolgantes e barulhentos.
5 - Distorcem a Bíblia, pois a verdade não convém.
6 - Suas pregações não enfatizam a salvação.
7 - Ostentam riqueza e não falam com humildade.
8 - Frequentemente se envolvem em escândalos.
9 - Estimulam a superstição com objetos “ungidos”.
10 - Seus ensinamentos visam o bem-estar material.

DICIONÁRIO
Ardil: Astúcia; má intenção.
Conclamar: Bradar, clamar ao mesmo tempo. Clamar em tumulto; gritar. Aclamar conjuntamente; eleger. Dar brados.
Degradação: Ação ou efeito de degradar. Deterioração; destruição.
Dualidade: Caráter daquilo que é dual ou duplo.
Escrúpulo: Valor ético ou moral que exalta as boas qualidades de um indivíduo.
Expiatório: Que serve de expiação (cumprimento de pena imposta para pagamento por crime ou erro). 
Gnóstico: Adepto das ideologias do gnosticismo (movimento sincretista (com várias misturas) religioso-filosófico da Antiguidade que pretendia salvar o homem por um conhecimento especial. Penetrando o cristianismo, absorveu várias de suas doutrinas, rejeitando outras. Constituiu aí diversas seitas heréticas, que representaram séria ameaça à ortodoxia nos séculos II e III).
Inerente: Ligado estruturalmente. Que por natureza é inseparável de alguma coisa. Inseparável.
Lascívia: Conduta vergonhosa como sensualidade, imoralidade sexual, libertinagem, luxúria (Mc 7:22; Gl 5:19).
Matéria: Aquilo de que os corpos físicos são compostos. Aquilo que ocupa o espaço. Substância física ou corpórea, em geral sólida, líquida ou gasosa, distinta dos fenômenos incorpóreos, tais como espírito e alma, qualidades, ações etc.
Pernicioso: Nocivo, perigosos, prejudicial.
Pudor: Vergonha.


Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD   |  3º Trimestre de 2013 - Filipenses - Lição 9 |  Jonas M. Olímpio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.