domingo, 24 de junho de 2012

Pesquisa afirma que medo do inferno diminui a criminalidade

Professor Azim Shariff, coordenador
do estudo de análise da pesquisa
    Uma pesquisa feita pela Universidade de oregon, nos Estados Unidos, teve um resultado, no mínimo, interessante: pessoas que acreditam na existência do inferno são menos propensas a cometerem atos criminosos. Esse estudo comprovou que nas regiões aonde é maior a crença em Deus e nos ensinamentos de que Ele pune as pessoas más com o tormento eterno, a taxa de criminalidade é menor do que nas regiões em que a maioria das pessoas acredita mais na sua misericórdia do que na sua condenação. Esse estudo foi coordenado pelo professor Azim Shariff que analisou dados coletados durante 26 anos de 143.197 pessoas em 67 países, chegando assim a conclusão de que para se entender as práticas criminosas em uma sociedade é importante observar a forma como as pessoas praticam sua fé.
O inferno é um assunto que tem
sido muito evitado pela maioria
dos pregadores da atualidade.
Apesar de ser um tema bastante
desagradável, deveria ser mais
abordado, pois muitas pessoas
persistem em seus pecados por
acreditarem que se não forem
salvas, simplesmente deixarão de
existir e não sofrerão as
consequências de seus atos

    Realmente, não há dúvidas de que a fé em Deus e o medo de castigos - principalmente do inferno - são fatores essenciais que, quando analizados racionalmente por um indivíduo, o leva a pensar duas vezes antes de cometer qualquer ato ilícito. Quanto a existência do lugar de tormento eterno, conhecido como inferno, a Bíblia é bem clara: mesmo que muitos - inclusive religiosos - tentem negar essa realidade confiando na imagem de um "Deus bonzinho" que tudo perdoa, a justiça divina é implacável para com aqueles que não se arrependem e não abandonam seus erros; vários textos das Escrituras Sagradas confirmam isso como, por exemplo, Apocalipse 20:15: "E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.". Sabemos que ainda que a criminalidade nunca acabe e nem sequer diminua satisfatoriamente, estudos como esse do professor Shariff, contribuem muito positivamente com a propagação do Evangelho, abrindo-nos ainda mais portas para a evangelização e salvação de almas.

Fonte: Diversas Agências de Notícias
Texto: Jonas M. Olímpio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.