segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

A Ilusória Prosperidade dos Ímpios

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD | 4º Trimestre de 2013 - Provérbios e Eclesiastes - Lição 11 | Jonas M. Olímpio

A ilusão da falsa prosperidade
tem arrastado multidões de
ímpios para dentro de "igrejas"
que se enriquecem prometendo
bênçãos materiais; mas os
verdadeiros servos de Deus
continuam servindo a Ele por
amor e gratidão e não por
interesse
TEXTO ÁUREO
Ec 9:2 - "Tudo sucede igualmente a todos; o mesmo sucede ao justo e ao ímpio, ao bom e ao puro, como ao impuro; assim ao que sacrifica como ao que não sacrifica; assim ao bom como ao pecador; ao que jura como ao que teme o juramento."

VERDADE PRÁTICA
   Embora embaixo do sol o fim para justos e injustos pareça o mesmo, as Escrituras deixam claro que, na eternidade, os seus destinos são bem diferentes.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Eclesiastes 9:1-6
1 - Deveras todas estas coisas considerei no meu coração, para declarar tudo isto: que os justos, e os sábios, e as suas obras, estão nas mãos de Deus, e também o homem não conhece nem o amor nem o ódio; tudo passa perante ele.
2 - Tudo sucede igualmente a todos; o mesmo sucede ao justo e ao ímpio, ao bom e ao puro, como ao impuro; assim ao que sacrifica como ao que não sacrifica; assim ao bom como ao pecador; ao que jura como ao que teme o juramento.
3 - Este é o mal que há entre tudo quanto se faz debaixo do sol; a todos sucede o mesmo; e que também o coração dos filhos dos homens está cheio de maldade, e
que há desvarios no seu coração enquanto vivem, e depois se vão aos mortos.
4 - Ora, para aquele que está entre os vivos há esperança (porque melhor é o cão vivo do que o leão morto).
5 - Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento.
6 - Também o seu amor, o seu ódio, e a sua inveja já pereceram, e já não têm parte alguma para sempre, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.

COMENTÁRIO RESUMIDO
A ILUSÓRIA PROSPERIDADE DOS ÍMPIOS
Introdução
A prosperidade dos ímpios pode ser considerada ilusória porque é passageira e incompleta, ou seja: sua durabilidade é apenas sobre essa terra e seus benefícios não preenchem o vazio da alma.
Ec 9:1-6

I - OS PARADOXOS DA VIDA
1. Os justos sofrem injustiças
Querer uma vida terrena perfeita só pelo fato de ser cristão é arrogância de quem não tem verdadeiro conhecimento bíblico, pois vários servos fiéis a Deus enfrentaram grandes dificuldades. Asafe até chegou a questionar sua situação, mas, no final, entendeu o propósito de Deus.
Sl 73:12-14, 23-25
2. Os maus prosperam
Um dos segredos para se entender a prosperidade dos ímpios é, além de não invejar, conseguir amar e perdoar até mesmo os injustos.
Mt 5:44,45

II - A REALIDADE DO PRESENTE E A INCERTEZA DO FUTURO
1. A realidade da morte
Qual é o verdadeiro motivo pelo qual você serve a Cristo? Nosso coração não deve estar preso à vida terrena, pois ela é passageira. Embora estejamos vivendo nesse mundo e precisamos suprir as necessidades materiais e sentimentais, o nosso principal alvo deve ser espiritual, pois é disso que depende o nosso verdadeiro futuro.
Jo 12:25
1ª Co 15:19
2. A certeza da vida eterna
Você tem medo da morte? Um cristão que tem medo de morrer, inquestionavelmente, não está preparado para a vida eterna. Devemos não procurar a morte, pois cada um de nós tem sua missão a cumprir nessa terra, mas precisamos ter em nosso coração o ardente desejo de nos encontrarmos com o Senhor para vivermos eternamente com Ele. Esse é um sinal de que realmente o crente está espiritualmente preparado.
2ª Co 5:8
Fp 1:21-24

III. A IMPRESIVIBILIDADE DA VIDA
1. As circunstâncias da vida
Você consegue ter paz sabendo que Cristo está contigo? As adversidades fazem parte de nossa vida; sobre essa terra, nosso único privilégio é saber que Deus está conosco nos consolando para que tenhamos forças para superá-las. A vitória de Cristo sobre o mundo estando Ele em forma humana é um encorajamento para que enfrentemos os problemas e não uma promessa de que não passaremos por situações difíceis; por isso devemos nos manter animados sob qualquer circunstância.
Jo 16:33
2. Aproveitando a vida
Vencer não significa ter grandes posses materiais e uma saúde perfeita, mas sim ter a convicção de que serve ao Deus verdadeiro e admitir ser totalmente dEle não se entregando ao desespero quando as coisas não estão bem.
2ª Co 4:8,9

IV - VIVENDO POR UM IDEAL
1. A morte dos ideais
No mundo atual, tanto em sentido moral quanto espiritual, a grande maioria das pessoas supervaloriza as coisas supérfluas não tendo em sua vida um real objetivo a atingir, o qual possa definir o seu futuro. Os que falam a verdade são censurados e os que os enganam são aplaudidos. Eles rejeitam o Criador servindo-o de aparência, mas quando algo ruim lhes acontece, clamam por Ele ou o culpam pelos problemas que são consequências de suas próprias atitudes.
2ª Tm 4:3,4
2. Vivendo por um ideal
Quem vive em nome de um ideal e tem a certeza de que está no caminho certo na luta pela salvação, consegue ter ânimo e tirar força da fraqueza não fraquejando e jamais desistindo de sua caminhada.
2ª Tm 4:5-8

Conclusão
Tudo quanto o Senhor permitir chegar às nossas mãos, seja a nível espiritual ou não, devemos fazer com o máximo de dedicação e carinho, aproveitando o nosso breve espaço de tempo sobre a terra e os preciosos dons que Ele nos deu da melhor maneira possível. Os ímpios, mesmo não sendo guiados por Deus, vivem prudentemente, mas sua alegria é passageira, pois apenas estão construindo para viver nessa terra. Façamos a diferença: independentemente da vida que tenhamos aqui, devemos vive-la exemplarmente com ânimo e prazer tendo a certeza de que o melhor não está aqui e, sabendo ainda que assim como a vida eterna existe também a condenação eterna.
Ec 9:10
Comentário e elaboração: Jonas M. Olímpio

DICIONÁRIO
Asafe: Significa "Colecionador". Foi diretor de música sacra no tempo de Davi e de Salomão (1º Cr 16:5). Era descendente da tribo de Levi. Escreveu 12 salmos (50 e 73 a 83). Existiram outros dois homens na Bíblia com esse nome: 1) Pai do escrivão de Ezequias (2º Rs 18:37); 2) Um oficial persa que administrava a floresta real (Nm 2:8).
Desvario: Delírio.
Ímpio: Quem não tem fé; incrédulo, descrente, herege, ateu.
Prosperidade: Estado ou qualidade de próspero (afortunado); crescimento, situação próspera, ventura, felicidade.
Vicissitude: Mudança ou diversidade de coisas que se sucedem. Inconstância dos sucessos, uns prósperos, outros adversos. Alternativa, alteração. Instabilidade dos acontecimentos. Eventualidade, revés.

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD | 4º Trimestre de 2013 - Provérbios e Eclesiastes - Lição 11 | Jonas M. Olímpio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.