quarta-feira, 25 de setembro de 2013

O Sacrifício que Agrada a Deus

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD   |  3º Trimestre de 2013 - Filipenses - Lição 13 |  Jonas M. Olímpio

O sacrifício que realmente agrada
 a Deus é a nossa entrega de nós
mesmos a Ele; e isso tem que
partir do coração sendo também
exposto externamente em todo o
nosso viver
Leitura Bíblica em Classe
Fp 4:14-23

Texto Áureo
“Eu te oferecerei voluntariamente sacrifícios; louvarei o teu nome, ó Senhor, porque é bom (Sl 54:6),

Verdade Prática
Ajudando os nossos irmãos, contribuímos para a Obra de Deus, e, ao Senhor, oferecemos a mais pura ação de graças.

ESBOÇO DO COMENTÁRIO RESUMIDO

INTRODUÇÃO
- No final da Epístola  aos Filipenses, o apóstolo Paulo se refere ao auxílio prestado pela igreja como um sacrifício suave, agradável e aprazível a Deus.
- Ele nunca cobrou nenhuma obrigação dos filipenses em relação a ele, mas certamente orava por provisão, pois sua necessidade era grande (Fp 4:14).

I - A PARTICIPAÇÃO DA IGREJA NAS AFLIÇÕES DE PAULO
1 - Os filipenses tomam parte nas aflições do apóstolo
- “Tomar parte” das aflições vai além de uma simples ajuda; isso significa participar e tomar para si o problema fazendo o possível para resolvê-lo.
- A igreja de Filipos era uma das mais sofridas, pois suas condições materiais não eram boas; no entanto, foi a única que ajudou o apóstolo (Fp 4:15).

2 - O exemplo da igreja após o Pentecostes
- Quase trinta anos depois, o exemplo da Igreja do Pentecostes  - mesmo que Paulo não tenha feito parte dela-, era aplicado pela igreja de Filipos.
- Onde há união, há também prosperidade espiritual e material (At 4:32-35).

3 - O padrão de amor para a Igreja
- A demonstração prática de amor é um sacrifício recebido por Deus.
- A Bíblia nos ensina a não negligenciar a prática do bem e a mútua cooperação entre os irmãos; isso sim é viver o amor de Cristo (Hb 13:16).

II - REMINISCÊNCIA: O ATO DE DAR E RECEBER
1 - Paulo relembra o amor dos filipenses
- Paulo, embora os tivesse ajudado antes, nunca se esqueceu de agradecê-los; pois a gratidão e a retribuição são o dever de um servo de Deus.
- Embora o Senhor não dependa de nós para nada, Ele quer a nossa adoração e a nossa gratidão; pois isso expressa gratidão e fé (Lc 17:17-19).

2 - O necessário para viver
- Paulo não cobiçava dinheiro, e a igreja também o ajudava por amor à Obra; aonde existe desprendimento material, Deus abençoa abundantemente.
- A ordem de Cristo é cumprirmos sua missão voluntariamente: sem cobiça ou preocupações. Quando Ele chama, Ele se responsabiliza (Mt 10:7-10)!

3 - “Não procuro dádivas”
- A autenticidade de um obreiro está em seu interesse naquilo que ele faz ministerialmente; quem crê no chamado não teme obstáculos.
- A maior alegria de Paulo não era a oferta em si, mas a atitude da igreja que  mostrava ter aprendido o verdadeiro princípio do Evangelho (Fp 4:17).

III - A OBLAÇÃO DE AMOR E SAUDAÇÕES FINAIS
1 - A oblação no Antigo Testamento
- De acordo com Levítico 2:1-3, essa oferta era agradecimento e adoração a Deus e também servia para alimentar os sacerdotes e os levitas.
- Independentemente do valor, as ofertas dadas com amor são recebidas como sacrifício agradável e aprazível a Deus (Fp 4:18).

2 - A oblação e a generosidade dos filipenses
- Diante da situação do seu pastor, os irmãos filipenses não se acomodaram crendo apenas na provisão milagrosa, mas agiram para ajudá-lo.
- Paulo compara a oferta dos filipenses como como uma oblação recebida por Deus, o qual lhes recompensaria suprindo suas necessidades (Fp 4:19).

3 -Doxologia
- Ele termina a carta agradecendo a todos  e sem lamentar suas dificuldades implorando ajuda para a “missão” como fazem alguns “missionários”.
- Paulo tinha uma palavra dura e firme, mas não era um obreiro carrasco como muitos; pois tinha aprendido a amar e expressar gratidão (Fp 4:20-22).

CONCLUSÃO
- A alegria pela presença do Senhor e a confiança em sua provisão predominaram nessa carta destacando a importância da firmeza espiritual.
- Assim ele terminou essa rica epístola abençoando a igreja da cidade de Filipos segundo a graça que o Senhor Jesus Cristo lhe havia dado (Fp 4:23).

Os sacrifícios do Antigo Testamento apontam para o sacrifício de Jesus Cristo na cruz
Oferta
Propósito
Cumprimento
Holocausto
(Levítico cap. 1)
Expiação dos pecados
A morte de Jesus
Oferta de Manjares 
(Levítico cap. 2)
Adoração a Deus
A entrega de Cristo à Deus e à humanidade
Sacrifício Pacífico
(Levítico cap. 3)
Gratidão a Deus
Ele é nossa comunhão
Oferta pelo pecado
(Levítico cap. 4)
Pagamento por pecados involuntários
Sua morte nos reconciliou com Deus
Oferta pela culpa
(Levítico cap. 5)
Pagamento por pecados contra Deus e o próximo
Sua morte facilitou o perdão dos pecados
Hoje, esses sacrifícios devem apontar para nós em nossa vida espiritual por meio de nossas atitudes.

DICIONÁRIO
Agrura: Azedume, sabor agro (azedo). Amargura, desgosto, dissabor.
Doxologia: Expressão de louvor a Deus. Hino ou declaração em que se glorifica a Deus.
Libação: Derramamento de um líquido (vinho, óleo, leite) como ato de culto a Deus (Êx 29:40-41) ou a outra divindade (Jr 44:17-25), juntamente com outros sacrifícios.
Oblação: Palavra do latim "oblatio" que significa "oferta". Ação pela qual se oferece qualquer coisa a Deus. Oferta a Deus. Oferta sacrifical comestível.
Reminiscência: A capacidade de reter (coisas) na memória. Lembrança quase apagada; vaga recordação. Impressão que fica de uma coisa que se leu. Aquilo que fica de memória. Lembrança não reconhecida. Lembrança incompleta. Sinal ou pedaço que resta de coisas extintas; remanescente.


Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD   |  3º Trimestre de 2013 - Filipenses - Lição 13 |  Jonas M. Olímpio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.