sábado, 8 de junho de 2013

A Necessidade e a Urgência do Culto Doméstico

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD   |  2º Trimestre de 2013 - A Família Cristão no Século XXI - Lição 10 |  Jonas M. Olímpio


Cultuar com a família em casa 
significa santificar o lar e 
mostrar ao inimigo que 
aquele território é habitado pelo 
Espírito Santo e que aquela 
família pertence ao Senhor 
Jesus Cristo
TEXTO ÁUREO
    “E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te;”
(Dt 11:19)

VERDADE PRÁTICA
    Se não nos voltarmos com urgência à prática do culto doméstico, nossas famílias não poderão resistir às investidas das trevas nestes últimos dias. A adoração no lar é imprescindível.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Dt 11:18-21; 2ª Tm 3:14-17

PONTOS PRINCIPAIS DA LIÇÃO
Intr. - Muitas são as coisas que roubam o tempo da família impedindo-a de estar na presença de Deus; porém, não devemos nos esquecer que a estrutura do nosso lar está sob a nossa responsabilidade (Mt 7:24-27).
1.1 - O culto em família foi estabelecido desde o princípio pelo próprio Deus (Dt 11:18-21).
1.2 - Nos dias atuais, a união da família em oração acompanhada pela leitura da Bíblia
se faz mais necessária do que nunca (2ª Tm 3:1).
1.3 - O casal deve adorar e trabalhar junto na Obra , pois não importando a quantidade, família é família e deve andar sem repreensão em todos os mandamentos (Lc 1:5-7).
2.1 - Não existe uma liturgia específica como na igreja para o culto caseiro, basta que haja os elementos básicos de um culto: oração, louvor, adoração, Palavra e amor (Ef 5:19-21).
2.2 - O culto doméstico também deve ter objetivo evangelístico; pois ser fiel a Deus significa cuidar de seus familiares (1ª Tm 5:8).
2.3 - Se alguns dos nossos não podem ou procuram desculpas para não irem à igreja, então que, cultuando em casa, possamos lhes proporcionar essa alegria (Sl 122:1).
3.1 - Um membro da família na presença de Deus fortalece o seu lar, pois não se rende ao espírito maligno da separação (1ª Co 7:12,13).
3.2 - Um membro da família na presença de Deus santifica o seu lar, pois estando em oração, apresenta seus entes queridos diante de Deus (1ª Co 7:14).
3.3 - Um membro da família na presença de Deus pacifica o seu lar, pois não se impõe e deixa o Senhor cuidar do seu coração (1ª Co 7:15,16).
Concl. - O ensinamento da Palavra em família foi implantado desde o princípio da história do povo hebreu e se expandiu com o nascimento da Igreja Primitiva; sigamos esse exemplo para termos um lar abençoado (2ª Tm 3:14,15).

COMENTÁRIO RESUMIDO
    O culto em família foi implantado pelo próprio Deus já no início da história de seu povo, pois como se pode notar no comportamento dos filhos de Adão e Eva, eles  adoravam juntos (Gn 4:3,4); e, em seguida, as Escrituras mostram que o ensinamento da Palavra à família era uma responsabilidade dos pais (Dt 6:7; 11:18,19); e como podemos também notar no Novo Testamento, esse exemplo foi seguido pelos irmãos da Igreja Primitiva (2ª Tm 1:5; 3:14,15).
    Não existem regras específicas para se realizar um culto doméstico, pois a sua liturgia não precisa ser a mesma da igreja. O importante é que haja os elementos básicos de um culto, conforme ensinado pela Bíblia: oração, louvor, adoração, testemunho e Palavra (Ef 5:19). O mais importante não é a forma como ele venha a ser feito, mas sim que a sua  realização seja proveitosa para unir e fortalecer a família na presença do Senhor, tendo até mesmo resultado evangelístico podendo alcançar aqueles  que sejam incrédulos ou que se encontrem afastados ou enfraquecidos na fé, porque a melhor maneira de salvar almas é através do exemplo de conduta e das manifestações sobrenaturais do Espírito Santo, o qual tem poder para libertar e restaurar vidas (2ª Pe 3:1; Jo 16:7,8).
    A família tem um forte poder de união devido aos seus laços afetivos. Porém, para que esse laço esteja fortalecido, é necessário que alguém dentro do lar esteja perseverando firmemente em comunhão com Deus e vivendo de acordo com os ensinamentos das Sagradas Escrituras. A partir do momento em que essa pessoa se propõe a orar pelo seu lar e convidar seus familiares a participarem dessa busca, ainda que ela não tenha um resultado imediato, em sua consciência ela terá a plena certeza de que o seu trabalho não será perdido; basta não desistir (1ª Co 15:57,58).

Estratégias do inimigo para impedir a união espiritual da família
Ø Atenção descontrolada para a TV
Ø Distração sem limites com a internet
Ø Intrigas por falta de sabedoria
Ø Incapacidade de perdoar
Ø Trabalhos excessivos
Ø Amizades indevidas
Ø Cansaço acima do normal
Ø Indisposição para orar
Ø Mente fechada pra entender a Bíblia
Ø Revolta contra a igreja

Como vencer as estratégias do inimigo e realizar o culto doméstico?
- Se reunir com a TV desligada
- Um saber o que o outro acessa
- Renunciar ao ego
- Buscar o perdão
- Trabalhar somente o necessário
- Controlar as amizades
- Se preservar fisicamente
- Repreender o desânimo
- Pedir sabedoria a Deus
- Olhar somente para Cristo

Clique aqui para obter uma melhor visualização do esboço

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD   |  2º Trimestre de 2013 - A Família Cristão no Século XXI - Lição 10 |  Jonas M. Olímpio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.