sexta-feira, 11 de maio de 2012

Será que isso não é problema nosso?

Muitos estão implorando; nós temos
a Solução... e o que estamos
fazendo? 
    As vezes paro e pergunto a mim mesmo: “Por que sou tão acomodado?”. Pois essa é uma atitude natural de qualquer ser humano: só chorar quando sentir dor! Mas o que a Bíblia nos ensina sobre isso (Rm 12:15)? Você já notou que quando alguém sofre a nossa volta, por mais que tenhamos dó, encaramos tudo como uma mera fatalidade? Sabe o que está faltando em nós? Aprender a sentir a dor de nosso próximo! E o que mais está matando a humanidade é uma cegueira que não lhes permite enxergar que precisam de Deus em sua vida. Trata-se de uma epidemia diabólica que está se alastrando e destruindo muitas vidas. Enquanto isso, nós temos o remédio e não estamos muito preocupados em passar a receita aos que estão morrendo! Será que isso não é problema nosso? Mas, apesar de tudo, esse caráter acomodado não é uma exclusividade nossa, pois muitos personagens bíblicos demonstraram ter essa mesma personalidade: quando o rei Davi se interessou por Bate-Seba, não se importou com os sentimentos de seu esposo Urias, e provocou sua morte para ficar com ela (2ª Sm 11:1-5,14,15); quando Deus mandou Jonas pregar em Nínive, ele não se importou com aquelas vidas e tentou fugir da responsabilidade (Jn 1:1-3); quando Jesus disse que ia ser crucificado, Pedro o repreendeu, demonstrando não ter dado muita importância ao significado do seu sacrifício para salvar a humanidade (Mt 16:21-23); quando o apóstolo Paulo envelheceu, alguns de seus companheiros de ministério o abandonaram sem se importar com as suas dificuldades (2ª Tm 4:7-10). Jesus Cristo nos mandou pregar o Evangelho (Mc 16:15), só que temos nos preocupado mais em usá-lo em nosso próprio benefício enquanto a destruição de almas continua! Será que isso não é mesmo problema nosso? Depois não adianta reclamar das consequências (Ez 3:17-21)!


Jonas M. Olímpio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.