segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Pedófilo que se passava por pastor dizia ejacular "esperma de Deus"

Cleyson, um vigarista que se passava
por pastor para abusar sexualmente
de adolescentes, foi preso enquanto
pregava em uma igreja evangélica
de Manaus
    Cleyson Alves de Souza, mais um pilantra que se dizia pastor, foi preso em Manaus sob a acusação de estupro. Esse sujeito de 37 anos foi denunciado por estuprar duas integrantes de uma igreja: uma jovem de 15 anos e outra de 17. As garotas afirmaram que ele dizia que ejaculava o "esperma de Deus" e que ele precisava ser engolido para purificar a alma. Uma delas contou também que foi forçada a assistir a um vídeo em que ele abusava de um garoto de 11 anos com um cabo de vassoura. Segundo relatos de uma delas, esse maníaco doente dizia ainda que, por ser pastor, podia ter o corpo da fiel que ele quisesse. As jovens estão passando por tratamento psicológico e esse monstro pedófilo está preso e sendo investigado pela possível existência de outros crimes, inclusive falsidade ideológica, pois há denúncias de que ele tinha um distintivo da polícia e um revólver. O que temos aqui, infelizmente, é um caso de um criminoso sem caráter que se infiltrou em uma igreja para alcançar seus objetivos malignos. Que fatos como esses sirvam
também de alerta para as igrejas e suas lideranças, para que venham a buscar mais de Deus a capacidade de discernir entre o certo e o errado, e também orientar melhor seus jovens sobre os perigos que os cercam, para que indivíduos inescrupulosos como esse não continuem vitimando seus membros e manchando a imagem e o nome dos verdadeiros servos de Deus. Esse tipo de escândalo está tão comum que já nem nos espanta mais; agora, o que espanta mesmo é a discriminação da imprensa contra os evangélicos que, nesses tipos de caso, sempre faz questão de dizer que se trata de um pastor sem sequer se dar ao trabalho de procurar verificar a autenticidade de suas credenciais. O fato de estar em uma igreja ou de "pregar" a Palavra não torna ninguém um pastor e nem mesmo em um crente. Lamentavelmente, vivemos num país em que as aparências e os interesses pessoais valem muita mais do que a verdade; essa é mais uma das armas de Satanás para tentar impedir o crescimento do Evangelho.


Fonte: Diversas Agências de Notícias
Texto: Jonas M. Olímpio

2 comentários:

  1. Uma vergonha.
    Nestas horas me envergonho sim da fé e supodta ingenuidade de alguns líderes evangélicos que abrem suas igrejas para estes bastardos.

    ResponderExcluir
  2. Realmente, irmã Elisabeth, é muito questionável a questão da responsabilidade dos líderes que não têm visão espiritual para identificar o maligno espírito da mentira. Enquanto não houver mais seriedade no trabalho de alguns pastores, continuaremos a presenciar escândalos como esse.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.