terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Lança o teu Pão Sobre as Águas

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD | 4º Trimestre de 2013 - Provérbios e Eclesiastes - Lição 12 | Jonas M. Olímpio

Se o solo não for fértil não há
desculpas para deixarmos de
trabalhar, pois podemos lançar
nossas sementes sobre a água; a
vida pode ser imprevisível, mas
um servo de Deus nunca é pego
de surpresa, porque ele está
sempre plantando para ter o que
colher nos tempos de seca
TEXTO ÁUREO
Ec 11:1 - "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás."

VERDADE PRÁTICA
    Lançar o pão sobre as águas é fazer o bem e ter esperança quanto a um futuro desconhecido.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Eclesiastes 11:1-10
1 - Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás.
2 - Reparte com sete, e ainda até com oito, porque não sabes que mal haverá sobre a terra.
3 - Estando as nuvens cheias, derramam a chuva sobre a terra, e caindo a árvore para o sul, ou para o norte, no lugar em que a árvore cair ali ficará.
4 - Quem observa o vento, nunca semeará, e o que olha para as nuvens nunca segará.
5 - Assim como tu não sabes qual o caminho do vento, nem como se formam os
ossos no ventre da mulher grávida, assim também não sabes as obras de Deus, que faz todas as coisas.
6 - Pela manhã semeia a tua semente, e à tarde não retires a tua mão, porque tu não sabes qual prosperará, se esta, se aquela, ou se ambas serão igualmente boas.
7 - Certamente suave é a luz, e agradável é aos olhos ver o sol.
8 - Porém, se o homem viver muitos anos, e em todos eles se alegrar, também se deve lembrar dos dias das trevas, porque hão de ser muitos. Tudo quanto sucede é vaidade.
9 - Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo.
10 - Afasta, pois, a ira do teu coração, e remove da tua carne o mal, porque a adolescência e a juventude são vaidade.

COMENTÁRIO RESUMIDO
LANÇA O TEU PÃO SOBRE AS ÁGUAS
Introdução
Não há uma clara explicação sobre isso, mas, possivelmente, a expressão “lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás”, era um ditado popular muito utilizado na época. Quanto à sua origem, existem algumas controvérsias, mas a teoria mais aceita é a seguinte: a palavra “pão” é uma tradução da palavra hebraica “lechem” que também significa “grão”, que é uma semente do cereal, provavelmente o trigo, usado para fazer o pão. Na época das chuvas, os rios transbordavam e os agricultores jogavam os grãos sobre ele, sabendo que quando a água abaixasse, aquelas sementes brotariam e logo eles poderiam colher o cereal usado para fazer pão; essa prática teria sido desenvolvida pelos egípcios no rio Nilo e, posteriormente, adotada pelos judeus. Deve-se considerar ainda o sentido figurativo da palavra “pão”, pois da mesma forma que recebemos o nosso salário e dizemos que ele é o nosso pão, ou seja: o nosso sustento, assim também eles consideravam o grão como o seu pão, ou o seu sustento. Espiritualmente, esse comentário de Salomão é uma lição de como devemos nos preparar para o futuro.
Ec 11:1-10

I - VIVENDO COM PROPÓSITO
1. Tomando uma atitude
Em todos os sentidos, seja espiritual ou material, Deus nos dá condições para vencer; porém, o esforço para se obter êxito no trabalho depende de nós. É preciso termos atitude conscientes de que quanto mais investimos e nos empenhamos em nossas obrigações, melhor será o resultado que obteremos no futuro.
2ª Co 9:6
2. Evitando a passividade
Um dos pontos que Salomão bate com mais persistência nesse texto é o amor ao próximo, pois de nada adianta sentir pena daqueles que sofrem, mas não ajudá-los. Uma das coisas que ele ensina é “investir” na amizade, sob a esperança de que ajudando também seremos ajudados. Muitos não aplicam isso à sua vida alegando que o ser humano é ingrato; porém, nossa esperança não deve estar no homem, mas em Deus que nos retribui quando cuidamos do próximo.
2ª Co 9:10-12

II - VIVENDO COM DINAMISMO
1. A imobilidade da árvore caída (vivendo do passado)
Muitos agem com tanta arrogância como se não corressem nenhum risco de cair perdendo a posição que ocupam ou os bens que possuem. É necessário que sempre paremos pra pensar que assim como uma árvore frutífera pode ser derrubada pelas imprevisibilidades climáticas, nós também podemos ser surpreendidos pelas armadilhas da vida. Uma árvore caída não pode produzir mais frutos e sua madeira tem pouca ou nenhuma utilidade porque apodrece; da mesma forma, pessoas que perdem as oportunidades na vida, dificilmente voltam a produzir. Muitos estão agindo como uma árvore caída sendo que ainda estão de pé, paralisados pelo medo de fracassar devido a erros que cometeram no passado.
1ª Co 10:12
Sl 27:4a
2. O movimento do vento e das nuvens (vivendo o presente)
É muito fácil observar o vento, temer a chuva que está por vir, reclamar de sua dificuldade em enfrentar a tempestade que ainda nem começou e se trancar dentro de casa; mas será que essa é a atitude certa a ser tomada? Uma lição que a própria natureza nos ensina é que o vento age constantemente mudando apenas a sua intensidade, a chuva, o frio ou sol escaldante sempre existirão e catástrofes naturais podem ocorrer em qualquer lugar. Sendo assim, fugir das condições do tempo é mera desculpa para a covardia e a preguiça. De fato, não temos capacidade por nós mesmos, mas se servimos verdadeiramente a Deus, devemos ter confiança nEle, pois é Ele quem cuida de nós.
Sl 27:1,14

III - VIVENDO COM FÉ E ESPERANÇA
1. Plantando a semente
A lei da semeadura é infalível e atinge ambos os lados: o bem e o mal. No entanto, devemos estar atentos aos costumes não-cristãos, pois existe um errôneo ditado que diz que “o que aqui se faz, aqui mesmo se paga”, mas, na verdade, nem sempre isso ocorre, pois muitas vezes o homem só colhe o que planta na eternidade, seja bom ou ruim; e é aí que está o perigo: quando não há castigo aqui na terra, a punição é eterna. Tenha muita atenção com o que você está fazendo agora, pois isso influenciará fortemente no resultado daquilo que está sendo construído para o futuro.
Gl 6:7,8
2. Germinando a semente
A perseverança é uma das chaves da vitória dos que confiam em Deus. Quando plantamos uma semente, o fruto não vai surgir na mesma hora como num passe de mágica, pois é preciso cuidar e esperar com paciência. E, além da paciência, é preciso ter maturidade para entender que somente será produzido exatamente aquilo que se plantou; por isso é de extrema importância analisar a semente antes de jogá-la na terra.
Gl 6:9,10

IV - VIVENDO COM RESPONSABILIDADE
1. Fazendo escolhas responsáveis
Cada atitude que tomamos, por menor que pareça, não será esquecida e, no dia do “Acerto de Contas” será lembrado por Deus. Por essa razão é essencial sabermos pedir perdão por nossas falhas e, principalmente, nos esforçarmos para consertá-las.
2ª Co 5:10
2. Assumindo as consequências
A ira e a maldade existentes em nós, além de nos afastarem de Deus, terão um preço muito alto se prevalecerem em nosso coração. Não podemos deixar que a vaidade da vida, levada pelas circunstâncias do momento, estraguem nosso futuro, podendo até mesmo impedir a nossa salvação. Muitos afundam no pecado esperando pelas promessas de Deus, baseando-se numa terrível heresia pregada por aí que diz que “quem tem promessa não morre”; na verdade, as promessas somente se cumprem se formos obedientes à voz do Senhor, pois promessa não é garantia de vida, mas sim apenas uma oportunidade para aqueles que estão dispostos a ter uma vida transformada. Como vemos em Hebreus 11:1-13, muitos servos de Deus morreram sem que se cumprissem as promessas feitas a eles, cada um por suas razões, as quais não nos cabe julgar.
2ª Co 7:1

Conclusão
O que você está construindo? Saiba que cada atitude sua é um pequeno tijolo no imenso muro da vida. De fato, grandes são as dificuldades em se “lançar o pão sobre as águas” em épocas difíceis, pois as vezes o vento e a chuva estão muito fortes; porém, se você quer ter uma colheita, é necessário fazer algum sacrifício. Espiritualmente, devemos conservar aquilo que a Palavra nos ensina, agindo não só por nós mesmos, mas também pelo bem do próximo. Hoje você pode estar por cima, mas não sabe como será o dia de amanhã.
2ª Tm 1:13,14
Comentário e elaboração: Jonas M. Olímpio

DICIONÁRIO
Ambiguidade: Dúvida, incerteza, irresolução. Anfibologia, obscuridade das palavras ou expressões, que pode causar várias interpretações.
Arenoso: Misturado com areia.
Condescendente: Que condescende (ceder voluntária ou espontaneamente ao desejo ou ao pedido de alguém).

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD | 4º Trimestre de 2013 - Provérbios e Eclesiastes - Lição 12 | Jonas M. Olímpio

2 comentários:

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.