sábado, 7 de dezembro de 2013

Cumprindo as Obrigações Diante de Deus

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD | 4º Trimestre de 2013 - Provérbios e Eclesiastes - Lição 10 | Jonas M. Olímpio

O cumprimento das nossas
obrigações diante de Deus começa
com nossa busca a Ele por meio
da oração e do conhecimento da
Palavra
TEXTO ÁUREO
Ec 5:4 - "Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos; o que votares, paga-o."

VERDADE PRÁTICA
    A nossa vida de adoração somente será verdadeira quando nos conscientizarmos dos nossos direitos e deveres diante de Deus.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Eclesiastes 5:1-5
1 - Guarda o teu pé, quando entrares na casa de Deus; porque chegar-se para ouvir é melhor do que oferecer sacrifícios de tolos, pois não sabem que fazem mal.
2 - Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu estás sobre a terra; assim sejam poucas as tuas palavras.

3 - Porque, da muita ocupação vêm os sonhos, e a voz do tolo da multidão das palavras.
4 - Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos; o que votares, paga-o.
5 - Melhor é que não votes do que votares e não cumprires.

COMENTÁRIO RESUMIDO


CUMPRINDO AS OBRIGAÇÕES DIANTE DE DEUS
Introdução
Nem tudo nos é imposto por Deus, pois há coisas que somos nós mesmos que nos propomos a fazer. Por isso, devemos ter o cuidado de analisar se somos realmente capazes de cumprir aquilo que prometemos.
Ec 5:1-7

I - OBRIGAÇÕES E DEVOÇÃO
1. Obrigações de natureza político-social
Embora sejamos espirituais, vivemos na terra e temos obrigações seculares a cumprir. Devemos sim conciliar o tempo e o modo como fazemos ambas as coisas, mas não deixar uma e só fazer a outra.
Ec 8:2
2. Obrigações de natureza religiosa
Nossos deveres espirituais vão muito além de nossa vida pessoal, pois temos a obrigação de interceder pela sociedade, sobretudo pelos governantes.
1ª Tm 2:1,2

II - OBRIGAÇÕES ANTE A SANTIDADE DE DEUS
1. Reverência
Que tipo de culto estamos prestando a Deus? Tudo o que Ele faz é para o nosso bem com a intenção de nos dar o melhor, então devemos oferecer o nosso melhor a Ele como forma de adoração.
Hb 12:28
2. Obediência
Qual é o tipo de adoração que o Senhor requer de nós? A única coisa que Ele realmente espera não são grandes sacrifícios, mas sinceridade e entrega total de nossa vida para o cumprimento dos seus propósitos.
Jo 4:23,24

III - OBRIGAÇÕES FRENTE À TRANSCENDÊNCIA DE DEUS
1. Deus, o criador
Deus é o criador e exerce pleno domínio sobre todas as coisas. O que parece estar fora de controle, na verdade está apenas acontecendo sob a sua permissão dentro de seus propósitos. Por isso Ele é digno de nosso reconhecimento e respeito.
Rm 11:36
2. Homem, a criatura
Deus conhece e tem poder sobre aquilo que nós nem sequer conhecemos. Não adianta queremos pensar ou agir por nós mesmos, porque somos totalmente dependentes dEle.
Is 55:9

IV - OBRIGAÇÕES DIANTE DA IMANÊNCIA DE DEUS
1. Deus está próximo
O maior exemplo de humildade e compaixão está no próprio Deus, pois mesmo sendo infinitamente poderoso, Ele se mantém ao lado de sua criação, cuidando e dando-lhe oportunidade de ter vida eterna ao seu lado. Por isso, lhe devemos total fidelidade.
2ª Co 6:16-18
2. O valor das orações e votos
Uma das bases da fidelidade e da gratidão é o reconhecimento de nossa dependência em relação a Deus. Quando reconhecemos seu domínio e sua misericórdia sobre nós, passamos a sentir desejo de cumprir aquilo que está determinado para nossa vida.
Jn 2:9

Conclusão
Deus não nos obriga a nada. Porém, o servo fiel sente temor em seu coração e sente a necessidade não só de se propor a fazer, mas também de cumprir com seriedade todos os seus propósitos diante dEle, encarando-os como uma obrigação e não uma opção.
At 5:3,4
Pr 20:25
Comentário e elaboração: Jonas M. Olímpio

DICIONÁRIO
Adoração:  Culto, honra, reverência e homenagem prestados a poderes superiores, sejam seres humanos, anjos ou Deus  (Sl 96:9). Na Bíblia há quatro etapas de desenvolvimento da adoração a Deus. Os patriarcas adoravam construindo altares e oferecendo sacrifícios  (Gn 12:7-8; 13:4). Em seguida veio a adoração no Tabernáculo e no Templo, com um sistema completo de Sacrifícios. A adoração nas sinagogas começou durante o Cativeiro. Da adoração cristã fazem parte pregação (At 20:7), leitura das Escrituras  (1ª Tm 4:13), oração  (1ª Tm 2:8), louvor  (Ef 5:19) e ofertas (1ª Co 16:1-2), além de batismos  (At 2:37-41) e da ceia do Senhor  (1ª Co 11:23-29).
Atributo: Aquilo que é próprio de um ser; qualidade (Rm 1:20).
Deprecação: Aquilo que é próprio de um ser; qualidade (Rm 1:20).
Eclesiástico: Relativo ou pertencente à Igreja. Pastor, sacerdote, padre, clérigo. Um dos livros apócrifos do Antigo Testamento.
Imanência: Qualidade de imanente. Que está compreendido na própria essência do todo; aquilo que é próprio de um ser e não pode ser transferido a outro. Aderente, permanente. Perdurável. Divinamente falando, se refere a todo o poder contido na pessoa de Deus.
Inquirir: Indagar, perguntar. Questionar; mudar de ideia.
Preceito: Ordem dada para servir como regra geral.
Transcendência: Qualidade de transcendente; excelência, grandeza, superioridade. Agudeza, sutileza de inteligência; penetração, sagacidade. Grande importância: A transcendência da teoria da relatividade. Qualidade que alguém ou algo tem de exceder as fronteiras da própria classe ou do próprio âmbito. Aquilo que está acima da compreensão humana.
Voto: Promessa feita a Deus (Ec 5:4; At 18:18). Pedido a Deus (3ª  Jo 1:2).

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD | 4º Trimestre de 2013 - Provérbios e Eclesiastes - Lição 10 | Jonas M. Olímpio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.