sexta-feira, 27 de setembro de 2013

O Valor dos Bons Conselhos

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD   |  4º Trimestre de 2013 - Provérbios e Eclesiastes - Lição 1 |  Jonas M. Olímpio


Os conselhos têm um valor
incalculável quando precisamos
de orientação; porém, devemos
avaliá-los para saber se eles
estão de acordo com os
ensinamentos bíblicos
Leitura Bíblica em Classe
Pr 1:1-6

Texto Áureo
“O temor do SENHOR é o princípio da ciência; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução (Pr 1:7).

Verdade Prática
Provérbios e Eclesiastes são verdadeiras pérolas da sabedoria divina para o nosso bom viver.

ESBOÇO DO COMENTÁRIO RESUMIDO

INTRODUÇÃO
- Provérbios e Eclesiastes são as vezes desprezados por não terem profecias ou promessas; porém, estão totalmente dentro dos princípios divinos.
- Qualquer tipo de ensinamento que seja inspirado por Deus serve como base para a nossa vida secular e espiritual (1ª Tm 3:14-17).

I - JÓIAS DA LITERATURA SAPIENCIAL
1 - O livro de Provérbios
- Provérbios é uma coletânea de frases de sabedoria compostas em sua maioria por Salomão; sua data é calculada por volta do ano 900aC.
- Embora tenha sido um gênio da literatura, Salomão não foi seu único autor; parte deles também foi composta por Agur e Lemuel (Pr 30:1; 31:1).

2 - O livro de Eclesiastes
- Muito provavelmente, Eclesiastes é uma seleção de alguns discursos de Salomão no final do seu reinado por volta do ano 935aC.
- Basicamente, o conteúdo de Eclesiastes consiste em críticas contra a vaidade humana e exaltação à vida espiritual (Ec 1:2; 12:13,14).

II - A SABEDORIA DOS ANTIGOS
1 - A inteligência dos sábios
- Nos tempos antigos era comum alguns homens, geralmente os anciãos, se destacarem em sabedoria, por isso eram consultados até pelos reis.
- Desde o princípio, os anciãos eram escolhidos a participar das importantes decisões, porque eram tidos como sábios por sua experiência (Êx 3:16).

2 - A sabedoria de Salomão
- Em seus escritos, vemos que a sociedade da época de Salomão tinha problemas iguais aos nossos, pois suas palavras são totalmente atualizadas.
- Ele pediu sabedoria não somente pensando em si próprio, mas no povo que ele tinha para governar, o Senhor contemplou seu amor pela nação seguido de seu desprendimento pelo materialismo (2º Cr 1:7-12).

III - AS FONTES DA SABEDORIA
1 - A sabedoria popular
- Esses livros fazem uso da sabedoria popular adquirida na vida cotidiana, pois a sabedoria não é privilégio somente de homens bem estudados.
- Conselhos seculares saudáveis também ajudam espiritualmente; porém, precisamos discernir se eles não ferem os mandamentos divinos (Sl 1:1).

2 - A sabedoria divina
- A Sabedoria de Salomão vinha de Deus, e foi ele mesmo quem a pediu; essa virtude o tornou um excelente líder guiado pelas mãos do Senhor.
- Quando a sabedoria provém de Deus produz bons frutos mostrando claramente a diferença entre o justo e o ímpio (Tg 3:17).

IV - O PROPÓSITO DA SABEDORIA
1 - Valores éticos e morais
- Os autores de provérbios demonstram grandes preocupações com os valores éticos e morais na época, inclusive em relação aos jovens.
- Logo no início do livro a mensagem é bem clara ao dizer que a sabedoria é a base da boa convivência tanto com o homem quanto com Deus (Pr 1:2-6).

2 - Valores espirituais
- A exaltação ao Senhor por meio da valorização da sabedoria que Ele dá aos homens; desprezar o conhecimento é desprezar um dom dado por Deus.
- A verdadeira sabedoria consiste em respeitar aquEle que a criou não nos julgando sábios por nós mesmos (Pr 1:7; 2ª Co 3:4).

CONCLUSÃO
- Inteligência é mera capacidade de raciocínio e isso qualquer ímpio tem; já a sabedoria consiste na capacidade de entender e saber conviver retamente.
- Na maioria das situações não há como decidir tudo sozinho, por isso é importante ouvir conselhos; porém, eles precisam ser prudentes, ou seja: não podem nos levar a fazer nada que desagrade a vontade divina (Pr 24:6).

Quer um bom conselho? Leia a Bíblia! Ela é a nossa melhor orientadora!
Vejamos alguns conselhos práticos da Bíblia:
- Resista às tentações malignas (Tg 4:7).
- Não abuse da liberdade (1ª Co 6:12; 10:23).
- Cuidado com as armadilhas do adultério (Pr 5:2-14).
- Busque o conhecimento da Palavra (Pe 3:18).
- Se mantenha em vigilância e oração (Mt 26:41).
- Não desperdice o tempo (Cl 4:5).
- Fique longe da idolatria (1ª Co 10:14).
- Entregue-se a Deus por completo (1ª Ts 5:23).
- Se prepare para o julgamento divino (Rm 14:12).

DICIONÁRIO
Agur: Filho de Jaque, autor de uma coleção de provérbios encontrados na Bíblia, em Provérbios 30. Pelo nome, provavelmente não era israelita. Era um árabe de uma tribo ismaelita do norte da Arábia, nomeada Massá (Gênesis 25:13-14). Este escreveu a dois de seus alunos: Itiel e Ucal, deixando a nós um importante legado.
Ceticismo: Qualidade de quem é céptico. Doutrina filosófica dos que duvidam de tudo e afirmam não existir a verdade, que, se existisse, seria o homem incapaz de conhecê-la. Estado de quem duvida de tudo; pirronismo.
Eclesiastes: Livro onde estão registrados pensamentos do sábio Salomão (Ec 1:1), um homem que meditou profundamente sobre a vida humana, com suas injustiças e decepções, e concluiu que "tudo é vaidade" (ilusão).
Lemuel: Rei de Massá por volta do ano 900aC. Autor do capítulo 31 de Provérbios. Seu nome significa consagrado, separado, ou dedicado a Deus.
Provérbios: Livro de sabedoria prática escrito por Salomão, Agur e Lemuel. Ensina que a religião está ligada aos problemas comuns. Começa lembrando que, "para ser sábio, é preciso primeiro temer ao Deus Eterno. Trata também de assuntos de moral, de bom senso e de boas maneiras. A palavra "provérbio" significa "afirmação breve, freqüentemente em linguagem figurada, a respeito de verdades e fatos da vida comum".
Redarguir: Redarguir: Repreender, replicar, responder.
Tessitura: Modo como estão interligadas as partes de um todo; organização, contextura.


Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD   |  4º Trimestre de 2013 - Provérbios e Eclesiastes - Lição 1 |  Jonas M. Olímpio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, seja ele crítico, elogioso, complementar ou simplesmente direcionado à esclarecer alguma dúvida.
Todos serão respondidos desde que estejam de acordo com o regulamento abaixo:
Não serão publicados comentários que contenham palavrões, ofensas, anúncios não autorizados, e/ou usuários anônimos.
Muito obrigado pela sua participação!

Obs.: Apenas respondemos quando percebemos que a pessoa realmente quer uma resposta, pois quando notamos que ela apenas quer arrumar confusão, simplesmente ignoramos.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.